Vergne sonha com fusão entre F1 e Fórmula E no futuro
Foto: Fórmula E

Nos últimos meses, muito tem se discutido sobre o futuro do automobilismo, principalmente neste momento de crise mundial por conta da pandemia do coronavírus, que paralisou todas as competições. E um dos assuntos mais comentados, tem sido uma possibilidade de fusão entre a Fórmula E e a F1.

A discussão é válida, afinal de contas, diversos países já possuem uma data limite para a fabricação de carros à combustão. Os veículos elétricos são vistos como o futuro, e a Fórmula E por sua vez, parece o cenário perfeito para as montadoras desenvolverem essa tecnologia. Uma posição de destaque com as fabricantes que durante décadas, pertenceu a F1.

Para o bicampeão da Fórmula E Jean-Eric Vergne, o cenário perfeito seria a união das duas categorias, já que uma possui exatamente o que a outra precisa.

"Como piloto, o que posso dizer é que o futuro não será a Fórmula E substituindo a Fórmula 1, pois como temos muitos fabricantes na Fórmula E e também importantes fabricantes na Fórmula 1, um dia esses dois campeonatos poderão se juntar", declarou Vergne.

"Desta forma, essa nova categoria poderá correr nos circuitos de rua que já conhecemos na Fórmula E, talvez até um pouco maiores, e na outra metade da temporada ir para os circuitos tradicionais da Fórmula 1 em pistas como o Brasil, Abu Dhabi e Cingapura."

"Faça 10 corridas independentes e 10 corridas com os mesmos pilotos na Fórmula E e na Fórmula 1, seria incrível. Isso é algo que eu adoraria ver, mas não sei se vai acontecer. É apenas meu sonho como piloto", finalizou o francês que é um dos poucos pilotos que correu nas duas categorias.

Por enquanto, não existe nada neste sentido para o futuro das duas categorias. A Fórmula E está em sua sexta temporada e a partir da próxima edição, terá a chancela de campeonato mundial pela FIA. A categoria se prepara para definir nos próximos meses o regulamento para o Gen3, o carro elétrico da terceira geração, com promessa de se aproximar e até mesmo superar a potência dos monopostos atuais da F1.

Já a F1 por sua vez, completou 70 anos nesta semana e deve dar início a temporada 2020 em 5 de julho, na Áustria. Em novembro do ano passado, a categoria anunciou seu plano de emissão zero de carbono até 2030, o que promete mudar radicalmente o esporte.

VAVEL Logo