Fernando Alonso volta à Renault em projeto que busca topo da Fórmula 1 em 2022
Foto: Divulgação / Renault

Com 314 GPs na bagagem, o espanhol Fernando Alonso está de volta à Renault para reatar um relacionamento marcante na história da Fórmula 1 e ousar para 2022. O anúncio oficial aconteceu na manhã desta quarta-feira (08) nas redes sociais da montadora. Detentor de dois títulos mundiais (2005 e 2006), justamente pelo seu novo time, o icônico piloto fará dupla com Ocon a partir da próxima temporada em contrato de dois anos, chegando para a vaga deixa por Daniel Ricciardo, que vai à McLaren.

Após deixar a mesma McLaren ao fim da temporada 2018, Fernando Alonso retorna à F1 em 2021, quando terá 39 anos e será o segundo piloto mais experiente do grid — atrás apenas de Kimi Raikkönen caso ele siga na categoria. O espanhol tem na conta 32 vitórias e 97 pódios, o que comprova o perfil competitivo do espanhol.

Fala, Alonso!

Ao site oficial da Renault, o piloto fez questão de lembrar seus dois títulos mundiais, no entanto logo se direcionou ao futuro:

"A Renault é minha família, minhas melhores lembranças na Fórmula 1 com meus dois títulos no Campeonato Mundial, mas agora estou olhando para o futuro. É uma grande fonte de orgulho e com uma imensa emoção que estou retornando à equipe que me deu a chance no início da minha carreira e que agora me dá a oportunidade de retornar ao mais alto nível. Tenho princípios e ambições alinhados ao projeto da equipe."

Mesmo chegando em 2021, Fernando Alonso não escondeu que a temporada 2022 é o grande foco da marca:

"Seu progresso [da Renault] neste inverno dá credibilidade aos objetivos da temporada de 2022 e vou compartilhar toda a minha experiência de corrida com todos, desde engenheiros até mecânicos e meus companheiros de equipe. A equipe quer e tem os meios para voltar ao pódio, assim como eu."

Chefãoda equipe na área

Diretor administrativo da Renault Sport Racing, Cyril Abiteboul também falou sobre a contratação. Para ele, a chegada de Alonso se dá muito por conta da identificação que ele tem com a equipe, e isso, segundo o chefão, tem tudo para ajudar no retorno ao topo da categoria:

"A contratação de Fernando Alonso faz parte do plano do Groupe Renault de continuar seu compromisso com a F1 e retornar ao topo. Sua presença em nossa equipe é um ativo formidável no nível esportivo, mas também para a marca à qual ele está muito apegado. A força do vínculo entre ele, a equipe e os fãs faz dele uma escolha natural."

Em seguida, Abiteboul cravou que o foco mesmo é a temporada 2022 da Fórmula 1. Até lá, preparativos e trabalhos serão feitos intensamente para atingir o objetivo:

"É uma escolha mútua ousada e um projeto para o futuro. Sua experiência e determinação nos permitirão tirar o melhor proveito um do outro para levar a equipe à excelência exigida pela moderna Fórmula 1. Ele também trará para a nossa equipe, que cresceu muito rápido, uma cultura de corrida e vitória para superar obstáculos juntos. Ao lado de Esteban [Ocon], sua missão será ajudar a Renault DP World F1 Team a se preparar para a temporada de 2022 nas melhores condições possíveis."

Top 10: momentos brilhantes de Alonso na F1

VAVEL Logo