Hamilton crava pole em instável qualifying no GP da Estíria; Ferrari passa vergonha de novo
Hamilton no GP da Estíria (Foto: Divulgação / Mercedes)

Volta Lewis Hamilton à ponta! Depois do finlandês Bottas largar na pole na primeira corrida do ano, o britânico, também da Mercedes, cravou o tempo de 1:19.273 no treino classificatório — começou com 46 minutos de atraso por conta da chuva — do GP da Estíria e não deu chances para o principal concorrente do fim de semana, Max Verstappen, da RBR, que larga na P2. Carlos Sainz conseguiu levar sua McLaren à P3 num sábado (11) em que a chuva e pista molhada exigiram bastante dos pilotos no segundo fim de semana da temporada. Também teve nova vergonha da Ferrari, feito bacana de Russell, da Williams, e decepção com Pérez, da Racing Point.

Vettel subiu ao Q2, deixando Leclerc para fora, na P11 — o inverso aconteceu com a Ferrari no fim de semana passado. Já na Williams, Russell demonstrou sua habilidade sob chuva e guiou um carro da equipe à segunda sessão, o que não acontecia desde o GP do Brasil 2018. Já o mexicano Pérez fez feio e errou duas vezes com sua rosada Racing Point.

Observação: na pista, Lando Norris, da McLaren, fez o sexto tempo no Q3, mas larga na P9 por ter sido punido com a perda de três posições por ter ultrapassado sob bandeira amarela nos treinos livres de sexta (10).

Russell é o grande destaque no Q1

Eliminados: Raikkonen, Pérez, Latifi, Giovinazzi e Grosjean

Russel na pista austríaca (Foto: Divulgação / F1)
Russel na pista austríaca (Foto: Divulgação / F1)

Na primeira sessão de treinos classificatórios, o grande destaque positivo ficou na conta do inglês George Russell. Ele conseguiu ir ao Q2, o que não que não acontecia com uma Williams desde o GP do Brasil 2018. Já o ponto negativo ficou Sergio Pérez, da Racing Point. O mexicano errou na terceira e quinta curva de sua volta decisiva, colocando-se na 17ª posição e não indo ao Q2. E faltando um minuto para o fim, Giovinazzi escorregou, rodou no muro e voltou à pista com asa traseira danificada. Um pedaço caiu no asfalto no spray do carro, mas Ocon, que vinha atrás, conseguiu desviar a tempo.

Hamilton, Verstappen, Norris e Sainz ficaram, respectivamente, nas duas primeiras filas na sessão em que os pilotos andaram bastante, com água e derrapagens.

Novo vexame da Ferrari no Q2, agora com Leclerc

Eliminados: Leclerc, Russell, Stroll, Kvyat e Magnussen

Leclerc protagoniza vexame ferrarista (Foto: Divulgação / F1)
Leclerc protagoniza vexame ferrarista (Foto: Divulgação / F1)

O começo do Q2 teve uma pista melhor que no final dele, pois a partir da metade final a chuva voltou de forma leve, não deixando os pilotos melhorem seus tempos iniciais. E foi assim que a Ferrari novamente protagonizou vexame. Depois de Vettel não avançar ao Q3 da primeira corrida, Lelcerc ficou de fora do Q3 deste segundo GP do ano. Isso porque a equipe italiana apostou ao usar pneus médios na sessão anterior, comprometendo para o Q2.

E a grande surpresa, Russell, não conseguiu fazer novo milagre, mas teve bom resultado ao ficar na P12, à frente da Racing Point de Stroll.

Q3 de Lewis

Faltando um minuto para o fim, Lewis Hamilton cravou 1:19.273 e tomou a pole que estava com Verstappen. Mesmo assim, o holandês da RBR pisou fundo para retomar a ponta, mas no final da volta rodou e deixou que o britânico da Mercedes ficasse com sua pole position de número 89, a terceira na Áustria.

VAVEL Logo