O que esperar do GP da Hungria após duas corridas na Áustria
GP da Áustria de 2020 (Foto/Reprodução: F1)

Depois de quatro meses de inatividade por conta da pandemia do coronavírus, a F1 finalmente retornou as atividades no GP da Áustria, e em seguida no GP da Estíria. Agora neste final de semana será a vez de Hungaroring, na Hungria receber a terceira etapa. A Vavel Brasil fará um panorama de tudo que aconteceu nos dois GPs iniciais em Spielberg na Áustria, e um projeto do que vai acontecer na Hungria.

Mercedes: mais imbatível que nunca

Neste início de temporada, vamos destacar o desempenho da Mercedes, que por sua vez vem dominante para mais um ano. Como é de se esperar, a equipe anos após anos vem estando no topo e venceu seis campeonatos consecutivos, chegou no GP da Áustria mostrando seu cartão de visitas vencendo a primeira corrida do ano com Valtteri Bottas.

Logo em seguida, venceu novamente, dessa vez no GP da Estíria com o atual campeão mundial Lewis Hamilton. O que está fazendo ainda mais com que carro seja mais completo é o sistema de uso DAS ( alinhamento das rodas dianteiras). A Red Bull chegou a protestar contra esse equipamento, mas a FIA afirmou que é legal o seu uso.

Red Bull: A segunda força

A Red Bull é outra equipe que vem se destacando. Após temporadas vindo atrás das principais equipes Mercedes e Ferrari, pode se dizer que agora é a segunda força do grid superando a Ferrari. Apos se qualificar bem no GP da Áustria, a corrida acabou sendo ruim para os dois pilotos. Logo no início da corrida, Max Verstappen teve problema no carro e teve que abandonar. Já Alexander Albon vinha fazendo uma corrida muito boa. Porém, na tentativa de ultrapassagem em cima de Lewis Hamilton acabou terminando num toque com que fez Alexander Albon perdesse muitas posições. No final da corrida, Hamilton foi punido.

No GP da EstÍria, a equipe teve ótima performance de cada um dos pilotos. Max Verstappen chegou ao pódio terminando em terceiro, e Alexander Albon chegou em quarto.

McLaren: A grande surpresa

A surpresa ficou com a McLaren, que após temporadas andando no pelotão intermediário e colecionando resultados insatisfatórios, a equipe se reencontrou nesta temporada. Conseguiu um pódio surpreendente no início da temporada com Lando Norris ficando em terceiro lugar, além de um quinto lugar com Carlos Sainz. A equipe está bem no campeonato com a vice-liderança somando 39 pontos.

Racing Point: Uma nova equipe em ascensão

A principal atração da temporada, é a Racing Point. A equipe surpreendeu no início do ano nos testes de temporada ficando entre os primeiros colocados. Tanto é, que a equipe foi denominada como "Mercedes Rosa", que além dos resultados expressivos, o modelo e o design eram iguais o que a Mercedes usava no seu carro ano passado. 

O início não foi muito positivo, logo na primeira corrida, o canadense Lance Stroll teve problemas no motor e teve que abandonar a prova. Já o seu companheiro de equipe Sergio Perez vinha fazendo uma excelente corrida, porém devido a uma estratégia errada da Racing Point caiu de P3 para P6. 

Na corrida da EstÍria, a equipe começou os treinos livres andando na frente. Porém, a chuva no classificatório atrapalhou de vez os planos da Racing Point de largar na frente. Sergio Perez não classificou para o Q2, e largou em P17. Já Lance Stroll, largou em P13. Na corrida foi diferente, a Racing Point começou forte e recuperando as posições la de cima. O mexicano Sérgio Perez começou de maneira espetacular, ultrapassando muitos carros e chegando na quinta posição. Porém, na tentativa de ultrapassar Albon nas voltas finais teve sua asa dianteira danificada e terminou em P6. Mesmo assim, fez uma corrida expecional e foi escolhido o piloto do dia. Lance Stroll fez uma boa corrida de recuperação e chegou em sétimo.

Ferrari: A decepção da temporada

A equipe italiana não começou bem a temporada. Na pré-temporada em Jerez, em Barcelona, a Ferrari apresentou muitos problemas no seu carro, principalmente no seu motor. O desempenho foi muito abaixo do esperado. A crise na Scuderia italiana atingiu uma repercussão maior com o anúncio da saída do tetracampeão mundial Sebastian Vettel, que não fica na Ferrari na próxima temporada. Seu substituto será o espanhol Carlos Sainz, hoje na McLaren.

No GP da Áustria, a Ferrari já começou mal após Sebastian Vettel rodar logo nas primeiras voltas e terminar em P10. Já Charles Leclerc, salvou o dia da Ferrari e, após largar em P7 fez uma excelente corrida e terminou em P2, garantindo pódio.

No GP da Estíria, tudo foi ruim para a Ferrari. Após uma péssima qualificação, a equipe italiana chegou pra corrida na Estíria buscando um resultado positivo. Porém, logo na primeira curva, Charles Leclerc tocou no carro de Sebastian Vettel ocasionando um acidente e fez com que os abandonassem. Já que o carro do monegasco também foi danificado. No final da corrida, Leclerc assumiu a culpa do incidente e disse que isso não iria mais acontecer.

O que esperar no GP da Hungria:

Hüngaroring receberá neste final de semana a terceira desta etapa. O que pode esperar é GP de bastante equilíbrio. O circuito é muito travado, além de ter muitas curvas com baixa velocidade tem três pontos de freadas fortes, o que dificulta o desempenho de alguns carros. A previsão é que o tempo esteja nublado. Portanto, a corrida de domingo pode ter pancadas de chuva.

A expectativa é que a Mercedes mais uma vez possa colocar seus carros na frente e com grandes chances de vencer na Hungria. Outra equipe que pode chegar também entre os primeiros é a Racing Point, após resultados oscilantes nos primeiros GPs. A "Mercedes Rosa" como dizem pode surpreender na corrida. 

A Red Bull vem forte também após um grande resultado no GP da Estíria e promete brigar la em cima com as Flechas Prateadas. A Ferrari neste GP pode apresentar melhores resultados por conta do novo pacote aerodinâmico que estará disponível no GP da Hungria. Porém, a expectativa é que a equipe ainda não dispute com a Mercedes e que possa melhorar seu desempenho durante o campeonato nas próximas corridas.

Veja a tabela de classificação dos 10 primeiros:

VAVEL Logo