Hamilton projeta ‘grande batalha’ com RBR no GP da Hungria e busca recorde de Schumacher
Foto: Divulgação/Mercedes

Neste fim de semana, Lewis Hamilton tem a chance de igualar o recorde de Michael Schumacher de mais vitórias em um único país, já que o britânico almeja sua oitava vitória da carreira no GP da Hungria, no Hungaroring. Mesmo que tenha liderado o fim de semana da Estíria, o hexacampeão mundial projeta parada mais dura com a Red Bull para o terceiro GP do ano.

Pensar dessa forma pode ter relação com o que aconteceu em 2019, quando Max Verstappen, da RBR, garantiu a pole position no qualifying. Só largar na ponta não adiantou para o holandês, que viu Hamilton fazer a ultrapassagem a três voltas do fim e rumar à bandeira quadricular.

Quando o papo é sobre as características de Hungaroring, Hamilton afirma que o traçado é mais prejudicial à Mercedes que o Red Bull Ring na Áustria:

"É naturalmente diferente do circuito da semana passada, sendo que aqui não é um circuito exigente de potência, é mais sobre a eficiência do downforce. Então, se você olhar para os anos anteriores que estivemos aqui, a Red Bull geralmente tem ido bem. Eles tendem a fazer ainda melhor em circuitos como este e Mônaco onde é tudo sobre o pacote downforce. Eles definitivamente vão fechar todo o campo e vai ser um verdadeiro desafio, eu acho, uma boa batalha. Já vimos um grande desempenho deles nos treinos na Áustria, e acho que eles ainda são muito fortes na corrida — acho que aqui ainda mais."

Hamilton vs. Verstappen no GP da Hungria 2019

Recorde que ainda pertence a Michael Schumacher

Caso Hamilton chegue à oitava vitória neste domingo (19), ficará igual com as oito vitórias de Michael Schumacher conquistadas no Grande Prêmio da França, em Magny-Cours. E quando se trata de nostalgia, o britânico da Mercedes falou sobre qual foi o GP da Hungria mais especial para ele:

"Eu teria que identificar provavelmente o meu primeiro com a equipe aqui em 2013. Acho que foi a primeira vitória do ano com a Mercedes e foi significativo na temporada, eu não diria um risco, mas havia um risco de ambos os lados do ponto de vista da equipe e do meu ponto de vista passar para esta nova fase da minha carreira. E então você conhece uma equipe que eu acho que foi o quinto ou sexto melhor na época para então conseguir uma vitória, já no nosso primeiro ano foi então muito excepcional", contou Lewis.

A corrida do GP da Hungria 2020 acontece a partir das 10h10 (horário de Brasília) deste domingo (19), mas antes há o treino classificatório no sábado (18), às 10h. Tudo você acompanha aqui, na VAVEL Brasil.

VAVEL Logo