Max Guenther vence em Berlim e assume a vice liderança da Fórmula E
Foto: Divulgação/Fórmula E

O jovem alemão Maximilian Guenther da BMW i Andretti Motorsport foi o vencedor do terceiro eprix de um total de seis da decisão da sexta temporada da Fórmula E, que aconteceu  neste sábado (08) em Berlim.

Gunther, que nesta temporada se tornou o mais jovem piloto da história da Fórmula E a vencer um eprix, travou um duelo emocionante com o atual bicampeão da categoria de carros elétricos, o francês Jean-Eric Vergne (DS Techeetah) e assumiu a liderança nas voltas finais.

Por pouco o piloto da BMW não viu a vitória de casa escapar nos últimos metros, quando a bateria de seu monoposto chegou ao fim, mas conseguiu terminar poucos metros a frente do holandês Robin Frijns (Envision Virgin Racing). Vergne completou o pódio.

Como foi a corrida

A DS Techeetah novamente teve um piloto na pole position, porém diferente das últimas três provas, desta vez foi Jean-Eric Vergne que largou na primeira posição do grid, seguido por Guenther, e os belgas Jérôme D’Ambrosio (Mahindra Racing) e Stoffel Vandoorne (Mercedes Benz EQ).

Líder do campeonato, o português Antonio Félix da Costa (DS Techeetah) que vinha de uma sequencia de três poles e três vitórias nas provas anteriores, largou na oitava posição.

Vergne conseguiu fazer uma largada limpa, enquanto Jerome D’Ambrosio e Guenther travaram uma batalha pela segunda colocação, na qual o alemão da BMW levou a melhor.

O brasileiro Sergio Sette Camara do GEOX Dragon largou em 11º em sua terceira corrida na Fórmula E e chegou a ficar no Top-10 nas primeiras voltas, mas acabou se envolvendo em um acidente com o suíço Neel Jani da TAG Heuer e o britânico James Calado da Panasonic Jaguar Racing, o que ocasionou a entrada do safety car.

Um pouco mais a frente, os brasileiros Felipe Massa (ROKiT Venturi Racing) e Lucas di Grassi (Audi Sport ABT Schaeffler) disputaram a 10ª posição e o campeão da terceira temporada da Fórmula E levou a pior, rodou após um toque do ex-F1 e perdeu algumas posições.

Como consequência por conta deste acidente, Massa acabou sendo punido com um drive through e por isso, mesmo cruzando a linha de chegada entre os dez primeiros, ficou apenas na 19ª colocação.

Guenther estava pressionando Vergne na luta pela liderança, mas caiu para quinto ao acionar o MODO ATAQUE. Não demorou muito para o jovem alemão se recuperar e em poucas voltas voltou a sua perseguição ao francês da DS Techeetah.

Guenther e Vergne seguiram em uma intensa batalha volta a volta, até que a quatro minutos do fim, o alemão fez sua jogada arriscada ao contrariar sua equipe que pediu para esperar até a volta final para atacar, e foi para cima do francês e assumiu a liderança em uma ousada manobra.

Por conta do consumo de energia, Vergne foi obrigado a diminuir o ritmo, o que permitiu com que Frijns também conseguisse uma ultrapassagem e assumisse a segunda colocação.

E no final mais apertado da história da Fórmula E, Guenther foi ficando sem energia nos metros finais e por apenas 0.128 segundos, recebeu a bandeirada a frente de Frijns, com Vergne chegando em terceiro.

Com a vitória deste sábado, Guenther assume a vice-liderança e está à 68 pontos do líder Antonio Félix da Costa, que terminou a prova na quarta colocação e por muito pouco não conseguiu um lugar no pódio.

A próxima etapa da Fórmula E será realizada neste domingo ás 14h (Horário de Brasília), no Aeroporto de Tempelhof e com transmissão exclusiva no Brasil no canal Fox Sports 2.

VAVEL Logo