Segundo no GP da Itália, Sainz lamenta perder batalha com Gasly: "Eu poderia ter vencido"
Foto: Divulgação / McLaren

O fim de semana no GP da Itália não foi especial apenas para Pierre Gasly. Após sair da terceira posição e ultrapassar Bottas logo na largada, Carlos Sainz teve o que comemorar no Circuito de Monza neste domingo (6). Mesmo já fechado com a Ferrari para ano que vem, o espanhol deu muito trabalho com sua McLaren. Beneficiou-se da punição que Hamilton teve que pagar nos boxes e quase beliscou a vitória se não fosse a ótima condução de defesa do francês da AlphaTauri. Assim, fechou na segunda posição, mas com um gostinho de que poderia ter cruzado a linha em primeiro.

"Bem, que raça! Extremamente feliz em aterrar uma P2 aqui em Monza. Dias como hoje são o que torna nosso esporte tão intenso e gratificante. Estou especialmente orgulhoso porque acho que hoje temos este pódio em ritmo puro, o que é uma grande conquista. Eu fui rápido do início ao fim e pude manter um grande ritmo durante toda a corrida. Sem a bandeira vermelha, eu poderia ter vencido a corrida depois que Lewis recebeu uma penalidade durante o primeiro Safety Car", comemorou e também lamentou Sainz.

Mesmo que tenha ficado em segundo, ele queria a vitória, como disse em entrevista depois da prova. No entanto, já se prepara para o nono Grande Prêmio do ano, na Toscana, em Mugello.

"É obviamente impossível ficar muito desapontado coma P2, mas eu queria essa vitória! Fiz o melhor que pude para passar rapidamente pelo campo após o reinício e pegar Gasly perto do final. Provavelmente falhei por uma volta. Ainda assim, super feliz. Obrigado a toda equipe da corrida por um grande esforço durante todo o fim de semana e a todos de volta à fábrica. Em direção a Mugello."

Agora com 41 pontos, Sainz se iguala a Ricciardo e fica na nona posição do campeonato de pilotos. Sua caça à melhora também é atrapalhada por Gasly, que o ultrapassou. Entre o espanhol e seu parceiro de McLaren, Lando Norris, que chegou em quarto em Monza, estão 16 pontos e três pilotos: Gasly (AlphaTari), Leclerc (Ferrari) e Albon (Red Bull).

VAVEL Logo