Com as mesmas 91 vitórias de Michael Schumacher, Hamilton diz que recorde ‘estava além sonhos’
Foto: Divulgação / Mercedes

A partir do momento em que um piloto se igual à lenda Michael Schumacher, automaticamente, já finca mais fundo seu nome na história. Com 91 vitórias na Fórmula 1, Lewis Hamilton conseguiu tal feito. Igualar-se ao recorde da lenda alemã parecia antes impossível, mas para o britânico da Mercedes chegou aos céus neste domingo (11), ao cruzar a linha de chegada do GP da Alemanha 2020 em primeiro lugar.

"É difícil colocar em palavras o que isto significa. Lembro-me de ver Michael ganhar todas aquelas corridas quando eu era criança e jogar jogos de corrida com meu irmão e escolher jogar como Michael. Eu mesmo sonhava em estar lá, mas não acho que ninguém e especialmente eu, imaginei outro piloto chegando perto dos recordes do Michael. Estava além dos meus sonhos mais loucos estar igualando seu número de vitórias em corridas e isso só mostra que os sonhos podem se tornar realidade", vibrou Hamilton após a vitória.

Mesmo que a marca seja individual, o piloto não deixou de agradecer também a toda sua equipe que trabalha nos bastidores para lhe entregar um carro de altíssima performance.

"É uma honra incrível e algo que vai levar algum tempo para eu me acostumar. Mas eu não poderia ter feito isso sem esta equipe incrível, todos empurrando com tanta força e dando absolutamente tudo de si. Um enorme obrigado a todos nas fábricas e também um enorme respeito por Michael, hoje sinto-me realmente grato", agradeceu Lewis.

E a corrida em si, Lewis?

Foto: Divulgação / Mercedes
Foto: Divulgação / Mercedes

Com o companheiro de equipe Valtteri Bottas vendendo caro o primeiro lugar, Hamilton teve bastante trabalho enquanto o finlandês liderava. O problema no carro de Bottas abriu caminho para o britânico cruzar a linha de chegada em primeiro.

"Em termos da corrida em si, foi duro lá. Eu tive um bom começo e Valtteri fez um trabalho incrível para defender a segunda curva, eu não esperaria que fosse de outra forma. Depois foi tentar descobrir como eu poderia vencer Valtteri, então eu realmente tinha que cuidar dos pneus e me certificar de que eu ficasse com eles. Eu vi que ele estava lutando um pouco e sabia que a oportunidade viria", contou o líder do campeonato.

Com 230 pontos, Lewis Hamilton lidera a temporada 2020 dos pilotos. Atrás, em segundo, está Valtteri Bottas, com 161 pontos. Com ambos os carros da Mercedes no topo, a Fórmula 1 volta no 12º GP do ano entre os dias 23 e 25 de outubro para o GP de Portugal, em Algarve.

VAVEL Logo