Grosjean e
Magnussen deixarão a Haas no final da temporada 2020
Foto: Divulgação / Haas

Na manhã desta quinta-feira (22), a Haas anunciou que Romain Grosjean e Kevin Magnussen não retornarão ao quadro da equipe norte-americana para o Mundial de Fórmula 1 em 2021. Com essa decisão, o time encerrou um grande ciclo e buscará uma nova dupla de pilotos para o próximo ano.

Cada um dos automobilistas realizou uma postagem em suas redes sociais explicando a situação. O francês Grosjean disse que está se despedindo da F1, enquanto o dinamarquês Magnussen falou que anunciará planos futuros.

Romain Grosjean está na Haas desde quando ela iniciou na Fórmula 1, em 2016. Já seu companheiro Kevin ingressou na equipe em 2017, competindo durante quatro temporadas. É possível dizer que a histórica dupla anotou todos os 200 pontos para o time em todas suas competições no grid.

O melhor resultado individual no período foi o quarto lugar de Grosjean no GP da Áustria de 2018, ao passo que Magnussen conquistou quintos lugares duas vezes: nos GPs do Bahrein e da Áustria de 2018. O melhor resultado do Mundial de Construtores também foi em 2018, quando a Haas surpreendeu e ficou com 93 tentos e o quinto lugar após uma briga interessante com a Renault até o fim. Levou vantagem, é verdade, pela venda da Force India, que teve resultados cancelados de metade do campeonato. Mas superou, por exemplo, a McLaren.

Um nome cotado para uma das vagas na equipe norte-americana, é o russo Nikita Mazepin, que apresenta um grande suporte financeiro de seu pai. Isso mudaria a metodologia da Haas, que sempre optou por pilotos veteranos. Essa mudança marca uma nova era do time, que está se moldando para o futuro próximo.

VAVEL Logo