Hamilton alfineta líderes mundiais que diminuíram coronavírus
Lewis Hamilton após o GP Abu Dhabi 2020 (Foto: Divulgação / F1)

Lewis Hamilton passou longe de ser um destaque no GP Abu Dhabi 2020. Após cravar o terceiro tempo no qualifying, ele ficou na mesma posição durante a corrida nos Emirados Árabes Unidos. O heptacampeão mundial, que perdeu a prova anterior, em Sakhir, por testar positivo para coronavírus, não escondeu que a doença o prejudicou fisicamente 

O britânico aproveitou para destacar que, por conta do vírus, ficou satisfeito com o rendimento que teve na derradeira prova da temporada 2020 da Fórmula 1. "Estou destruído. Eu não me sinto bem. Mas estou feliz, estou grato, estou vivo para lutar outro dia. Ainda consegui terminar a temporada com um pódio, por isso agradeço a equipe por ter contribuído. Considerando as últimas semanas que tive, estou realmente feliz com o fim de semana", afirmou, destacando o trabalho da Mercedes.

Voz política

Além de repetir o que falou anteriormente sobre o coronavírus, Lewis Hamilton aproveitou para alfinetar políticos mundo afora. "Foi realmente uma corrida difícil para mim fisicamente. Estive bem o ano todo, mas hoje definitivamente não. COVID-19 não é brincadeira. Jamais pensei que fosse, e sabia que se eu me infectasse seria difícil, porque existem pessoas perdendo suas vidas, eu sei que é sério. Mas sempre achei muito estranho ver líderes mundiais rindo disso como se não fosse nada", finalizou o piloto.

VAVEL Logo