Alonso lamenta ausência de pontos de Russell na Áustria após ultrapassagem: "Me senti mal por ele"
Fernando Alonso e George Russell (FIA / Divulgação)

Se Max Verstappen não deu chances para quem lutava por uma vitória no GP Áustria 2021 de Fórmula 1 neste domingo (04), a corrida foi emocionante no pelotão intermediário. Após muito disputar com George Russell, Fernando Alonso chegou na décima colocação e marcou um ponto no mundial de pilotos. E isso, acredite, causou muitas sensações no piloto.

Tudo porque o britânico, tido por muitos como um dos "pilotos do futuro" da Fórmula 1, ainda não conquistou um ponto na Williams - das piores equipes do grid há alguns anos. Ele apenas pontuou quando substituiu Lewis Hamilton na Mercedes, no GP Sakhir 2020. 

Em entrevista após a corrida, o piloto da Alpine falou sobre o sentimento após ver quem ele ultrapassava. "Eu me senti um pouco mal pelo George, ele teve um fim de semana incrível e quando eu vi P10 e era ele, eu esperava que alguém além dele, mas isso é esporte. Ele terá mais oportunidades, espero, para chegar ao pódio ou vencer no futuro", comentou o Príncipe das Astúrias.

Já o britânico...

Se Alonso mostrou empatia em relação a Russell, o piloto da Williams enxergou um lado positivo na situação. "Eu me sinto tão bem com carro e equipe neste momento que estamos conseguindo tudo do equipamento, o que é importante. A pressão está em cometer um erro e acabar punido por isso. Estamos nos aproximando dos pontos, mas é frustrante ao mesmo tempo", pontuou.

Ao falar sobre a ausência de pontos, Russell também relembrou a largada da corrida - que, na visão dele, também influiu no resultado final. "Novamente, muito próximo e distante. Na largada, Tsunoda travou os pneus para evitar um choque com o companheiro de equipe e alguns carros me ultrapassaram. No fim, se você escolhesse algum piloto para ficar preso atrás, provavelmente não escolheria Alonso. Ele poderia ter terminado entre os cinco primeiros na classificação", finalizou.

VAVEL Logo