Brasileiros encaram situações distintas durante etapa de Laguna Seca da IMSA

Enquanto Oswaldo Negri vence prova, Christian Fittipaldi enfrenta problemas. Na classe GTLM, Daniel Serra fica com a segunda posição

Brasileiros encaram situações distintas durante etapa de Laguna Seca da IMSA
(Foto: FGCom)

A vitória da equipe Michael Shank Racing teve um sabor ainda mais especial na tarde deste Domingo (1º) em Laguna Seca. Após um jejum de 4 anos sem vitórias em campeonatos de endurance, Oswaldo Negri levou o Ligier #60 ao primeiro lugar com uma diferença de pouco mais de 60 segundos para o Corvette DP #90 da equipe VisitFlorida.com de Marc Goossens.

O brasileiro assumiu a ponta após a segunda bandeira amarela, superando o Mazda #55 pilotado por Jonathan Bomarito que acabou perdendo o controle e rodando. O rimo do Mazda era consistente. O Lola teve que fazer uma parada faltando 48 minutos para o fim da prova para abastecimento.  

Resultado final.

Ao lado de John Pew, Oswaldo Negri deu a Michael Shank Racing a primeira vitória desde as 24 horas de Daytona de 2012. Goossens e Ryan Dalziel terminaram em segundo, mesmo sofrendo uma punição no inicio da prova

Em terceiro o Corvette #31 da equipe Action Express Racing de Dane Cameron e Eric Curran. A Mazda que levou marcou o melhor tempo nas seções de treinos livres e classificatório não teve um bom rendimento e enfrentou problemas durante toda a prova.

Primeiro foi o #55 pilotado por Tristan Nunez, que perdeu a liderança na primeira rodada de paradas com um problema de reabastecimento, enquanto o #70 de Joel Miller acabou parando na pista por problemas de motor na metade da prova.

Bomarito acabou terminando em quarto a frente do DeltaWing, fechando os cinco primeiros. O contato entre Christian Fittipaldi e Ricky Taylor enquanto lutando pelo terceiro lugar. 

Ford vence a primeira após seu retorno as competições de forma oficial. (Foto: Ford Performance)
Ford vence a primeira após seu retorno as competições de forma oficial. (Foto: Ford Performance)

Na classe GTLM o Ford #67 pilotado por Richard Westbrook superou a Ferrari #68 da Scuderia Corsa pilotada por Alessandro Guidi que tem como companheiro o brasileiro Daniel Serra.

A dobradinha da Ford era garantida, mas o #66 pilotado por Joey Hand acabou tendo que parar para um reabastecimento faltando 5 minutos para o fim. Laguna Seca marcou a primeira vitória para o Ford GT, em sua quinta corrida do carro. Westbrook dividiu as honras com Ryan Briscoe.

O Porsche #912 com Fred Makowiecki e Earl Bamber completou o pódio em terceiro. Antônio Garcia terminou em 4º. Em quinto a Ferrari #62 da equipe Rizi Competizione dos pilotos Toni Vilander e Giancarlo Fisichella.

O drama de Christian Fittipaldi

A corrida de Laguna Seca, não teve o resultado esperado para os atuais bicampeões Christian Fittipaldi e João Barbosa. Largando da quinta posição, Fittipaldi foi bastante agressivo no início da prova e logo ganhou duas colocações. No entanto, faltando 1h26min para o final da disputa, o brasileiro se envolveu em um acidente com outro competidor e perdeu bastante tempo ao sair da pista na curva 10. Mesmo assim, ele conseguiu voltar para os boxes, entregou o carro para Barbosa, que completou a prova em sétimo na Protótipos.

Com o resultado, a dupla está agora na vice-liderança, com 118 pontos, contra 121 dos líderes, os companheiros Dane Cameron e Eric Curran, que chegaram em terceiro e agora aparecem na ponta da tabela. A vitória em Laguna Seca ficou com o brasileiro Oswaldo Negri Jr. e o norte-americano John Pew.

“Tivemos um dia difícil hoje e me sinto mal pela equipe, e Chevrolet”, lamentou Fittipaldi.“As coisas não saíram como gostaríamos depois de termos um incidente na corrida, então vamos virar a página e ir para a próxima corrida”, continuou o brasileiro, que já conquistou dois pódios nesta temporada e mantém o otimismo para a próxima etapa, no dia 4 de junho, em Detroit.

“Detroit tem sido uma pista boa para nós e é um evento importante para os nossos parceiros da Chevrolet. Sabemos que somos competitivos nesta pista, então estamos esperançosos em uma grande corrida e voltar a brigar pela liderança”, completou Fittipaldi.

Bob Johnson, dono da equipe Action Express Racing, avaliou de forma positiva o final de semana. “Foi um dia bom para o Whelen Engineering Corvette DP. O Dane e o Eric estiveram na briga pelo título no ano passado e esperávamos que estivessem este ano novamente e foi isso que eles mostraram nas últimas quatro corridas”, ressaltou.

“Apesar de não ter sido um dia bom para o Mustang Sampling Corvette DP, estou extremamente feliz com a forte performance da equipe até o incidente. Laguna Seca tem sido uma das pistas mais difíceis para a nossa equipe e tenho de destacar a grande evolução que eles fizeram com relação ao último ano. Estou confiante de que o Christian e o João estarão na briga em Detroit e espero ter os nossos dois carros brigando pelo campeonato quando chegarmos à Road Atlanta no final da temporada”, finalizou Johnson.