Lucas di Grassi quer primeira vitória do ano em Spa pelo Mundial de Endurance

Após um começo complicado em Silverstone, brasileiro quer fazer boa apresentação na Bélgica. Treinos para segunda etapa do campeonato começam nesta quinta-feira

Lucas di Grassi quer primeira vitória do ano em Spa pelo Mundial de Endurance
(Foto: Audi Sport)

Atual líder na  Fórmula E. o brasileiro Lucas di Grassi se prepara para a segunda etapa do Campeonato Mundial de Endurance (FIA WEC), que acontece neste sábado no circuito belga de Spa-Francorchamps.

E se na Fórmula E tudo tem ido muito bem, no FIA WEC Lucas tem trabalhado forte junto da equipe na solução dos problemas que acometeram o brasileiro e seus parceiros Loïc Duval e Oliver Jarvis em seis das últimas nove corridas do Mundial de Endurance: a quantidade de abandonos.

Nas oito etapas de 2015, o trio formado pelo brasileiro, o francês e o britânico não completou cinco por adversidades de ordem técnica. Em Silverstone, no mês passado, o trio também abandonou a disputa pela vitória na etapa de abertura da temporada por um problema no novo sistema híbrido do R18.

"No WEC a sorte do trio do carro número 8 não tem sido muito positiva", lembrou Lucas. "Tivemos alguns abandonos e depois de Silverstone a equipe tem trabalhado ininterruptamente para descobrir e solucionar a causa que nos fez deixar a corrida. Estamos tentando virar esse jogo", afirmou.

De fato, uma situação que incomoda Lucas. "Temos um carro excelente. Rápido, constante, estável, e também já provamos com o outro trio da equipe que o R18 é também confiável. Temos enfrentado uma situação parecida com a que o (Lewis) Hamilton tem vivido nesta temporada da F1", comparou o brasileiro, lembrando que o atual tricampeão de Fórmula 1, apesar de contar com o melhor carro da temporada, tem enfrentado diversos problemas e após quatro corridas encontra-se 43 pontos atrás do companheiro de equipe Nico Rosberg na classificação do Mundial.

A corrida de Spa neste fim de semana coloca uma novidade do regulamento de 2016 do WEC. Até o ano passado, as principais equipes da LMP1 inscreviam três carros cada, visando a preparação para as 24 Horas de Le Mans - e na tradicional prova francesa Audi e Porsche também correram com três carros. Agora o regulamento proíbe e as duas marcas alemãs vão com seus dois trios titulares.

"O terceiro carro era bom para reunir mais informações para a equipe e aumentar as chances de vitória e de uma pontuação alta. Mas não é nada fora do comum. Não acho que vá atrapalhar. Acho que toda ação que visa diminuir custos é bem-vinda", avaliou.

A previsão do tempo em Spa é boa. "Em Silverstone o tempo estava muito louco. Até nevou na sexta-feira de treinos!", impressionou-se. "Se tudo correr conforme o planejado, estamos confiantes em terminar bem a corrida com os dois carros e marcar excelentes pontos para a Audi Sport no Mundial", concluiu.