Com novo chassi, McLaren quer superar Ferrari em Mônaco

Circuito travado, sem grandes retas pode favorecer carros da McLaren que ainda padecem de força e confiabilidade nos motores Honda

Com novo chassi, McLaren quer superar Ferrari em Mônaco
(Foto: Getty Imagem)

Com apenas 12 pontos no campeonato de construtores, a McLaren tem grandes pretensões para a sexta etapa do Mundial de Fórmula 1, que se realiza no dia 29 de maio no apertado circuito de Mônaco. Bater a Ferrari.

O time italiano que vem despontando como segunda força do mundial atrás da Mercedes, tem enfrentado problemas de confiabilidade. Mostrando otimismo o diretor da McLaren, Eric Boullier aposta em um novo chassi para superar os italianos e quem sabe galgar algumas posições entre os primeiros carros do grid.

"No papel, poderíamos estar entre sexto e oitavo, eu acho." Boullier acredita que McLaren tem o terceiro melhor chassis na F1. "No ano passado estávamos em terceiro lugar, mas perto de Williams e Ferrari", disse ele. "Agora é a vez da Mercedes, Red Bull. Ferrari, Toro Rosso e Williams estão atrás agora."

O entusiasmo também reflete entre os dois pilotos da casa, Fernando Alonso e Jenson Button. O Inglês que foi sexto em 2014 e oitavo em 2015, espera pontuar novamente. "Eu amo isso. Os últimos dois anos foram muito bons. Ano passado foi um pouco frustrante com uma bandeira amarela na Curva 1 Sainte Devote, e tive que abortar a volta. Poderíamos ter chegado no Q3, este é o objetivo este ano."

Para o espanhol Fernando Alonso que não completou a prova em 2015, o motor Honda necessita de mais potência para ser competitivo nas ruas do principado. "Acho que estamos melhores, sem dúvida, com todas as atualizações que realizamos no carro. Ainda falta força na unidade de potência, mas Mônaco é um circuito onde não é tão importante assim. Temos boas chances."