Wayne Taylor Racing vence em Detroit pelo WeatherTech SportsCar

Brasileiro Christian Fittipaldi que largou na pole ficou na segunda posição. Oswaldo Negri não completou a prova

Wayne Taylor Racing vence em Detroit pelo WeatherTech SportsCar
(Foto: IMSA)

O Pulo do gato, foi mais ou menos assim que foi a vitória do Corvette #10 da equipe Wayne Taylor Racing dos irmãos Ricky e Jordan Taylor na tarde deste sábado (4) no circuito de Detroit nos EUA. O circuito tem um traçado apertado, estreita e nem um pouco favorável para provas de Endurance

Com uma hora e quarenta minutos de duração largar na frente e saber administrar os retardatários seria a receita para vencer, além de não bater. Christian Fittipaldi largou na pole com o Corvette #5 da equipe Action Express ao lado do companheiro João Barbosa.

Resultado final

Fittipaldi abriu uma distancia considerável na liderança e tinha tudo para manter a primeira posição, sendo seguido pelo Corvette da Wayne Taylor. O terceiro lugar naquele momento era do Corvette #90 da equipe Visit Florida Racing pilotado por Marc Goossens que acabou batendo o DP na barreira de pneus, perdendo o aerofólio traseiro.

Goossens não percebeu a falta do apêndice aerodinâmico e acabou batendo no muro de pneus na próxima curva, acertando Eric Curran que vinha na quarta posição com o Corvette #31 da Action Express. Tudo isso com pouco mais de 13 minutos de prova.

StarWorks Motorsports vence na classe PC. (Foto: Starworks Motorsports)
StarWorks Motorsports vence na classe PC. (Foto: Starworks Motorsports)

O feito de Rick e Jordan Taylor é a quinta vitória em sete corridas que foram disputadas em circuitos de rua, mostrando que os irmãos gostam de correr lado a lado com os muros. Assim Jordan acabou assumindo a liderança na prova depois do reinício da segunda bandeira amarela.

Se aproveitando dos pneus frios de João Barbosa, Jordan acabou saltando na frente faltando 48 minutos para o término da prova. Está foi a segunda vitória seguida dos irmãos no campeonato, já que tiveram o primeiro triunfo em Long Beach.

Em terceiro e quarto lugar na classe P, chegaram os dois carros da equipe Mazda, o #55 em terceiro e o #70 em quarto. O Ligier da equipe Michael Shank Racing do brasileiro Oswaldo Negri e Katherine Legge acabou não completando a prova por problemas mecânicos. Por conta de duas punições por overboost, o Mazda #70 ficou na 9º posição no geral. O #55 também enfrentou problemas e terminou em 7º no geral. Erick Curran e Dane Cameron conseguiram voltar a prova salvando pontos para o campeonato. Assim terminaram na 23º posição.

Na classe PC os vencedores foram Renger van der Zande e Alex Popow com o Oreca #8 da equipe Starworks Motorsports. A vitória seria de Colin Braun da equipe CORE Autosport, mas faltando 4 minutos para o final da prova, Braun acabou superado por Popow.

Viper vence na classe GTD. (Foto: IMSA)
Viper vence na classe GTD. (Foto: IMSA)

Esta foi a primeira vitória da equipe no ano. Em terceiro o #52 da PR1/Mathiasen de Tom Kimber-Smith e Robert Alon. O #85 da equipe JDC/Miller Motorsports de Misha Goikhberg e Stephen Simpson completou apenas 18 voltas, após sofrer um acidente durante o warm up. Com o resultado a equipe PR1 lidera a classe.

Na classe GTD a vitória ficou com o Viper #33 de Jeroen Bleekemolen e Ben Keating. A dupla superou Joerg Bergmeister e Alessandro Balzan que estavam com o Porsche #73 da Park Place Motorsports.

Bleekemolen assumiu a liderança na segunda parte da prova após a troca de pneus e pilotos. O Porsche acabou demorando demais para sair, sendo superado pelo Viper. Em terceiro chegou Alessandro Balzan  com a Ferrari 488 GT3 com quem dividiu com Christina Nielsen.  

Em quarto lugar chegou o Porsche #23 da equipe Alex Job Racing de Ale Riberas e Mário Farnbacher. Andrew Davis e Robin Liddel terminaram em quinto com o Audi da equipe Stevenson Motorsports.