Projeto Mazda Road to Indy quer levar jovens pilotos para competir nos EUA

100ª edição da Indy 500 bateu audiência das 600 Milhas de Charlotte da NASCAR nos Estados Unidos. Campeão norte-americano Alex Rossi faturou mais de 2,5 milhões de dólares do total de 13,2 milhões da premiação. Números e dados que atraem pilotos do mundo todo para o "Mazda Road to Indy"

Projeto Mazda Road to Indy quer levar jovens pilotos para competir nos EUA
(Foto: Mazda Road to Indy)

Completar 100 edições e ter um piloto norte-americano campeão formaram um roteiro perfeito para a Fórmula Indy na disputa das 500 Milhas de Indianápolis no final de maio. A prova teve uma audiência enorme nos Estados Unidos, batendo inclusive as 600 Milhas de Charlotte da NASCAR, que aconteceram no mesmo dia.

Primeiro estreante campeão, desde o brasileiro Hélio Castroneves em 2001, Rossi faturou o prêmio de U$ 2.548.743 milhões do total de U$ 13.273.253 milhões em premiações na corrida.

Números e dados que foram celebrados pelos organizadores do "Mazda Road to Indy", programa para levar jovens pilotos até a Fórmula Indy, passando pela USF2000, Pro Mazda e Indy Lights.

O Brasil se prepara para realizar pela primeira vez em agosto (dia 27) um evento com kartistas entre 15 e 24 anos (Graduados), em Interlagos (SP), que premiará o vencedor com a participação na final mundial em dezembro, em Laguna Seca (EUA), valendo U$ 200 mil, que equivale a uma temporada completa na USF2000.

"Em Indianápolis, a corrida atingiu 33.6 na audiência local, um crescimento de 161% com relação ao ano passado. No país todo, a prova teve 4.4 de audiência, equivalente a 6,8 milhões de expectadores na meia hora final", contou Paulo Carcasci, representante do "Mazda Road do Indy" no Brasil, de acordo com dados da empresa norte-americana Nielsen Fast National.

"No mesmo dia, a audiência das 600 Milhas de Charlotte ficou em 3.2. E, ainda comparando com a Fórmula 1, com o GP de Mônaco, a audiência foi de 1.07", continuou Carcasci, lembrando que 700 mil pessoas também pagaram para entrar no circuito nos 10 dias do evento, incluindo os treinos que antecederam a prova.

Rossi, que também faturou U$ 50 mil por ser o melhor estreante na corrida, não foi o único premiado em Indianápolis. O vice-campeão Carlos Muñoz e o terceiro colocado, Josef Newgarden, que passaram pelo "Mazda Road do Indy", levaram U$ 788.743 e U$ 574.243 mil, respectivamente. O pole James Hinchcliffe também ganhou um prêmio de mais de 500 mil dólares.

"Todos estes dados nos motivam ainda mais a apoiar o projeto e realizar este evento no Brasil. Até o momento já são 18 países organizando a mesma competição. A Fórmula Indy vem retomando seu prestígio nos Estados Unidos e no mundo todo. E é sem dúvida uma categoria que se mostra mais viável, em vários aspectos. Estamos animados e esperamos que o brasileiro vencedor possa fazer bonito e quem sabe sair da final com o prêmio", completou Carcasci.

O regulamento do "Mazda Road to Indy" no Brasil - que é patrocinado pela RR Racing - já está disponível no site do evento: http://mazdaroadtoindy.com.br/