Lucas di Grassi busca alcançar líderes em Nurburgring pelo Mundial de Endurance

Em segundo lugar na classe LMP1, brasileiro espera diminuir diferença para equipe Porsche. Quarta etapa do Mundial de Endurance acontece neste domingo (24)

Lucas di Grassi busca alcançar líderes em Nurburgring pelo Mundial de Endurance
(Foto: Audi Sports)

Lucas di Grassi desembarca na Alemanha para a disputa da quarta etapa do Campeonato Mundial de Endurance (FIA WEC), neste domingo (24), as 6 Horas de Nurburgring. Depois de conquistar a vitória nas 6 Horas de Spa Francorchamps e o terceiro lugar nas 24 Horas de Le Mans, o paulistano do Audi Sport Team Joestespera manter a boa sequência de resultados na categoria dos protótipos mais espetaculares do automobilismo mundial.

Além de ser a única etapa do ano na Alemanha, onde a Audi corre em casa, o tradicional circuito de 5.148 metros (uma fração do temido Nordschleife, de 27 quilômetros), Lucas di Grassi é o primeiro brasileiro a disputar uma corrida em Nurburgring pela equipe do lendário Reinold Jöest desde Ayrton Senna, em 1984.

“É uma coincidência bacana, porque a única corrida que o Ayrton participou no Endurance foi justamente com a equipe pela qual corro hoje, a Joest”, lembrou Lucas, que nem era nascido quando Senna correu a os 1000 Km de Nurburgring. De fato, convidado pela equipe, Senna disputou, em 15 de julho de 1984 – Di Grassi nascera 27 dias depois, em 11 de agosto -, a prova de mil quilômetros ao lado do sueco Stefan Johansson e Henri Pescarolo, outra lenda de Le Mans, ao volante de um Porsche 956 preparado pela equipe.

O trio classificou o carro na nona colocação e terminou em oitavo depois de ter passado 15 minutos nos boxes consertando um problema na embreagem. Reinold Jöest elogiou o trabalho do jovem brasileiro à época. “Ele foi rápido logo nos primeiros treinos. Depois da corrida ele ficou umas quatro horas conversando conosco, dando sugestões para deixar o carro mais rápido. Trabalhou de maneira muito profissional para nós”, afirmou, em depoimento para o livro “Senna – All His Races”, de Tony Dodgins.

Agora, 32 anos mais tarde, Lucas di Grassi, ao lado de Loïc Duval e Oliver Jarvis trabalham juntos do Audi Sport Team Joest para diminuir a diferença que os separam dos líderes da tabela do WEC – Marc Lieb/Romain Dumas/Neel Jani, da Porsche.

“O foco agora é diminuir a distância para o Porsche #2, que é bem grande. No entanto, ainda tem bastante chão. Faltam seis etapas”, disse Lucas. “Se conseguirmos vencer mais etapas será algo sensacional para a gente”, destacou.

A Audi traz atualizações aerodinâmicas no R18, priorizando o downforce do carro nas curvas de baixa e média velocidade do traçado alemão. E isso anima o brasileiro. “Estamos vindo de uma vitória em Spa e um pódio em Le Mans, e estamos confiantes com os upgrades aerodinâmicos do carro”, espera.