Timmy Hansen conquista vitória inesperada no Canadá pelo Mundial de Rallycross

O caminho tortuoso na classificação e na semifinal em Trois-Rivières levou a primeira vitória de Hansen em 2016

Timmy Hansen conquista vitória inesperada no Canadá pelo Mundial de Rallycross
A pista molhada na final auxiliou o jovem sueco em sua primeira vitória (Foto: divulgação/Team Peugeot-Hansen)

Após uma parada longa de um mês, o Mundial de Rallycross voltou com tudo cruzando o Atlântico pela primeira vez em 2016 e parando no circuito canadense de Trois-Rivières neste fim de semana. Timmy Hansen superou a desvantagem para os principais concorrentes e faturou a primeira etapa em 2016.

O sueco do Team Peugeot-Hansen não parecia ser exatamente um candidato certo à vitória na fase classificatória, visto que corridas atribuladas e um abandono na segunda bateria o deixaram como o décimo colocado dos 12 que vão para as semifinais. Quem dominou foi Petter Solberg, sendo o melhor em três das quatro baterias, sendo acompanhado pelo russo Timur Timerzyanov, continuando a boa forma da etapa norueguesa em Hell.

Trois-Rivières tem características parecidas com circuitos de rua, o que não perdoa erros e deixa a concorrência bem próxima. Na primeira semifinal, Petter Solberg tratou de pegar logo a liderança, sendo seguido por Johan Kristoffersson enquanto Ken Block segurava Anton Marklund e Sébastien Loeb. Os dois primeiros eventualmente desapareceram na frente enquanto Block aguardava a ida de Marklund para o coringa para brigar pelo terceiro posto, mesmo que seu ritmo não estivesse a altura do sueco da Volkswagen RX Sweden.

Na última volta a suspensão quebrada no Ford Focus RS RX de Block acusou o golpe e ele teve de abandonar, liberando o já confortável caminho para Solberg, Kristoffersson e Marklund se classificarem para a final.

A segunda semifinal era onde a oposição mais forte estava, e mesmo que Toomas Heikkinen quisesse passar Andreas Bakkerud por fora para acompanhar Mattias Ekström, o norueguês da Hoonigan se impôs e ficou com o segundo lugar, alcançando a liderança após um furo no pneu dianteiro esquerdo no Audi S1 Quattro do piloto da DTM.

A briga na frente se resumiu a Bakkerud contra Timerzyanov, com Hansen tentando alcançar Heikkinen para pegar o terceiro posto, e quando os dois primeiros foram para o coringa na última volta, Heikkinen chegou para a briga, tendo sua tentativa de ultrapassagem negada por Bakkerud. Timerzyanov depois ainda forçou Heikkinen ao erro, o que fez o finlandês da EKSRX abrir bem a porta para o russo tomar o segundo lugar de volta antes da última curva.

Mundial de Rallycross – Canadá – resultados das semifinais

Enquanto a final não chegava, a equipe World RX Team Austria tentava contestar uma decisão dos comissários, que desclassificaram Timerzyanov por contato indevido em Heikkinen, deixando Timmy Hansen a postos para entrar no grid em caso da decisão ser confirmada, algo que veio a acontecer momentos depois. Já o que não era esperado era o dia de sol em solo canadense virar para uma chuva rápida e uma pista ligeiramente molhada.

A final pegou a pista nessa condição traiçoeira, e Heikkinen conseguiu se impor na saída para passar Bakkerud e ficar em primeiro, como Hansen logo atrás. Heikkinen estava com problemas de aderência e abriu caminho para Hansen brigar com Bakkerud, e o equilíbrio do Peugeot 208 WRX se sobressaiu frente a velocidade do Ford Focus RS RX, colocando Hansen na frente para segurar Bakkerud e Kristoffersson, e sem muita possibilidade de reação por parte de Bakkerud, a vitória ficou no colo de Hansen, que comemorou muito com a equipe a primeira vitória em 2016 no que vinha sendo uma temporada complicada para o sueco.

Apesar da batida forte e do carro destruído, Petter Solberg foi para o hospital somente para checagens e passa bem (Foto: divulgação/FIA World Rallycross)
Apesar da batida forte e do carro destruído, Petter Solberg foi para o hospital somente para checagens e passa bem (Foto: divulgação/FIA World Rallycross)

Após a chegada, em meio às comemorações houve um momento de apreensão quando Anton Marklund teve falha nos freios e acertou o carro de Petter Solberg com muita força, destruindo a traseira de seu Citroën DS3 RX, fazendo o bicampeão mundial ir parar em um hospital próximo para checagem. Por sorte fora as dores e alguns arranhões, ambos saíram ilesos da cena.

Mundial de Rallycross – Canadá – resultados da final

A classificação novamente virou a favor de Solberg mesmo com a final desastrosa no Canadá, tomando a liderança com 161 contra 157 de Ekström. O vencedor Timmy Hansen se manteve no sexto lugar com 105 pontos, 16 pontos atrás do quinto colocado e companheiro de equipe Sébastien Loeb. Entre as equipes, a EKSRX ainda se mantém na frente com 256 pontos contra 226 do Team Peugeot-Hansen, cotados como postulantes ao título visto que no terceiro lugar está a Volkswagen RX Sweden com 188 pontos.

O Mundial de Rallycross agora volta para a Europa e desembarcará na França para um de seus eventos mais importantes, no circuito de Lohèac no dia 4 de Setembro, o qual costuma atrair convidados de alto calibre e um público em torno de 70 mil espectadores.