Action Express vence em Road América. Emoção fica por conta da classe GTLM

Prova não teve grandes disputas na classe P. Já na GTLM briga entre Ford, Ferrari, Porsche e Corvette foram intensos nas mais de 2 horas de prova

Action Express vence em Road América. Emoção fica por conta da classe GTLM
Corvette #31 venceu seguido pelo #5. (Foto: José Mario Dias)

As corridas em Road América sempre estão carregadas de emoção. Nos saudosos anos da American Le Mans Series, as últimas voltas de várias edições nos brindavam com brigas inesquecíveis. Quem não lembra do pega entre a Muscle Milk e Dyson Racing em 2013?

Desde 2014 com a criação do Tudor e este ano com o Weathertech as provas tem sido bem tranquilas, para não dizer insonsas. Some isso com a predileção por parte da IMSA em cima dos protótipos DP, e pronto!

Para este ano a coisa parecia mudar. A pole da Mazda, terceira desde Daytona tem dado uma emoção passageira as provas, infelizmente rápida de mais. A fragilidade do carro, aliada as boas equipes que competem com protótipo DP, fazem da Mazda e da Michel Shank Racing que corre com um Ligier JS P2, uma tarefa ingrata.

PR1 vence na classe PC. (Foto: Divulgação PR1)
PR1 vence na classe PC. (Foto: Divulgação PR1)

Mesmo com a Pole e abrindo uma boa distância no início da prova o #55 Tristan Nunez e Jonathan Bomarito não conseguiram fazer uma corrida econômica. Acabou na quinta posição. A outra dupla da Mazda, o #70 não completou a prova, abandonando logo no início.

Com a Mazda fora de combate, a briga pela liderança ficou nas mão das equipes Action ExpressVisitFlorida.com e Wayne Taylor Racing. Com um consumo menor e as bandeiras amarelas a briga ficou mesmo com os dois Corvettes da Action. Assim a vitória ficou com o #31 de Dane Cameron e Eric CurranJoão Barbosa e Christian Fittipaldi com o #5 ficaram na segunda posição. Em terceiro Ricky e Jordan Taylor com o DP #10. John Pew e Oswaldo Negri com o Ligier #60 da Michael Shank Racing, em mais uma prova pagada ficaram na quarta posição.
PR1 vence na classe PC. (Foto: Divulgação PR1)
PR1 vence na classe PC. (Foto: Divulgação PR1)
Na classe PC, Tom Kimber-Smith e Robert Alon conquistaram a segunda vitória na classe com o #52 da PR1/Mathiasen Motorsports. Smith assumiu a liderança na volta 34 depois de superar o #38 da Performance Tech de James France. A classe também teve sua emoção. Muita rodadas, que ocasionaram as bandeiras amarelas durante a prova.

O #8 da Starworks Motorsports e o #85 da JDC-Miller Motorsports bateram nos 10 minutos finais. Em segundo o #54 da CORE Autosport chegou em segundo. Em terceiro o #38 da Performance Tech Motorsports.

A emoção ficou com a classe GTLM. O Ford que marcou a pole acabou perdendo a liderança ainda na primeira curva para o Porsche #911 de Patrick Pilet. A partir dali um erro de Dirk Mueller no Ford acabou deixando o #66 nas últimas posições.

Tanto Porsche, Ferrari e Ford se alternaram na liderança da classe. Nas últimas voltas o Ford #67 de Richard Westbrook  sofreu uma enorme pressão da Ferrari #62 de Toni Vilander. Por conta briga, Nick Tandy tentou ser oportunista ultrapassando os dois carros, mas acabou rodando.

PR1 vence na classe PC. (Foto: Divulgação PR1)
PR1 vence na classe PC. (Foto: Divulgação PR1)

Vilander também perdeu posições no final depois de receber um toque do Mazda #55. Coube ao Corvete #4 de Tommy Milner e Oliver Gavin, surpreender o Ford #67 e vencer na classe. O BMW #100 de John Edwards e Lucas Luhr, também se beneficiou com a desistência de Porsche e Ferrari. Com a quarta vitória quarta classe, Milner e Gavin aumentam sua liderança na corrida pelo título com 13 pontos sobre Westbrook e Ryan Briscoe da Ford.  

O Viper #33 da Riley Motorsports voltou a IMSA com uma bela vitória na classe GTD com Jeroen Bleekemolen e Ben Keating. Em segundo o Porsche #73 da Park Place Motorsports de Joerg Bergmeister e Patrick Lindsey. Em terceiro A Ferrari #63 da Scuderia Corsa de Alessandro Balazan e Christina Nielsen.

Resultado final