Augusto Farfus chega em 4º pelo DTM em Moscou

Brasileiro mostrou forte ritmo, completou top-4 exclusivo da BMW neste domingo, e ressaltou bom trabalho da equipe MTEK durante o fim de semana na Rússia. Agora, Farfus viaja para o Japão onde compete em prova do Super GT

Augusto Farfus chega em 4º pelo DTM em Moscou
(Foto: DTM)

O DTM retomou suas atividades após o intervalo para o verão europeu neste fim de semana, com a 6ª etapa do campeonato, realizada no circuito Moscow Raceway, na Rússia. Na segunda das três exibições da categoria fora da Alemanha, o saldo foi positivo para Augusto Farfus, que ficou a apenas uma posição de subir ao pódio - como fez nessa pista em 2013 -, conquistando um bom 4º lugar na corrida deste domingo (21). 

Após um sábado chuvoso, o domingo teve tempo firme e desempenho forte de Farfus em todas as sessões. Após o top-5 no 3º treino livre, o brasileiro da BMW marcou o 6º melhor tempo na classificação - resultado que poderia até ter sido melhor, caso Augusto não tivesse sido atrapalhado em sua melhor volta. Saindo na terceira fila, Farfus fez um início consistente de prova, e optou por retardar ao máximo a sua entrada para o pit-stop obrigatório. O piloto da equipe MTEK chegou a liderar a prova enquanto seus adversários faziam suas paradas, e depois de fazer a troca de pneus, Farfus voltou à pista em 6º. Com melhor ritmo, o curitibano superou Daniel Juncadella e Robert Wickens para terminar na 4ª posição, beirando o pódio, que foi composto apenas por pilotos da BMW - Marco Wittmann foi o 1º, Tom Blomqvist ficou em 2º e Bruno Spengler completou o top-3. 

No dia anterior, a chuva durante todo o dia acabou influenciando nas atividades. Após garantir o 14º lugar no grid de largada, Farfus e a equipe MTEK optaram pelo acerto de pista seca para a corrida, mas uma fortíssima chuva caiu poucos minutos antes da largada, ocasionando inclusive o início da prova sob regime de safety car. Assim, especialmente na parte inicial da corrida, que tem duração total de 40 minutos, o curitibano teve dificuldades para manter o aquecimento ideal dos pneus, e completou as 22 voltas em 14º. A corrida foi vencida Robert Wickens, seguido por Paul Di Resta e Gary Paffett, todos da Mercedes. 

Com os resultados do fim de semana no Moscow Raceway, Farfus subiu uma posição na classificação geral do campeonato e ocupa a 13ª posição, empatado com o 12º. Agora, o DTM entra em sua reta final, com as últimas três etapas da temporada sendo realizadas nos dois próximos meses. A 7ª rodada dupla acontece entre os dias 9 e 11 de setembro, no circuito de Nürburgring, na Alemanha. 

Antes disso, porém, Farfus tem um importante desafio. Saindo da Rússia, o brasileiro viaja direto para o Japão, onde disputa no domingo (28) a tradicional prova dos 1.000km de Suzuka, válida pelo Super GT. Augusto integra o trio da equipe BMW Team Studie, ao lado do japonês Seiji Ara e do alemão Jörg Müller, a bordo da nova BMW M6 GT3. A última vez que participou dessa corrida, em 2014, Farfus subiu ao pódio com o 3º lugar, e segue confiante com o objetivo de brigar pela vitória. 

"Hoje fizemos uma corrida muito boa, tivemos um ritmo forte durante toda a prova, mas ficamos presos no tráfego nas primeiras voltas. Infelizmente a classificação foi comprometida, porque fui atrapalhado pelo Molina na minha volta rápida. Acredito que poderíamos ficar no top-3, mas largando um pouco para trás, ficou mais difícil ter um resultado melhor. Saio da Rússia feliz com esse 4º lugar, tivemos um bom carro durante todo o fim de semana, fiz boas ultrapassagens, e foi um resultado muito importante especialmente para o moral da equipe. Voltamos a marcar pontos, e agora vamos para Nürburgring e para a reta final da temporada com força total". Disse.

1000km de Suzuka:

"É sempre uma experiência muito prazeirosa e uma emoção única correr no Super GT, aprender mais sobre o automobilismo japonês e trabalhar com a equipe Studie e com a BMW Japão. A última vez que corri lá fui 3º, em 2014, então espero que dessa vez tenhamos um melhor ritmo de corrida com a BMW M6 GT3, e vamos com o objetivo de brigar pela vitória em Suzuka". Finalizou.

Resultado da Corrida 2 do DTM em Moscou:

1 - Marco Wittmann (BMW M4) - RMG - 40 voltas 1'02:03"216
2 - Tom Blomqvist (BMW M4) - RBM - 4"123
3 - Bruno Spengler (BMW M4) - MTEK - 18"119
4 - Augusto Farfus (BMW M4) - MTEK - 24"650
5 - Robert Wickens (Mercedes C63) - HWA - 38"818
6 - Edoardo Mortara (Audi RS5) - Abt - 38"885
7 - Nico Müller (Audi RS5) - Abt - 39"158
8 - Adrien Tambay (Audi RS5) - Rosberg - 41"193
9 - Mattias Ekström (Audi RS5) - Abt - 41"223
10 - Lucas Auer (Mercedes C63) - Mucke - 42"138
11 - Miguel Molina (Audi RS5) - Abt - 42"245
12 - Daniel Juncadella (Mercedes C63) - HWA - 42"562
13 - Timo Scheider (Audi RS5) - Phoenix - 42"641
14 - Christian Vietoris (Mercedes C63) - Mucke - 46"076
15 - Mike Rockenfeller (Audi RS5) - Phoenix - 47"432
16 - Maximilian Götz (Mercedes C63) - HWA - 48"338
17 - Maxime Martin (BMW M4) - RBM - 51"310
18 - Gary Paffett (Mercedes C63) - ART - 52"078
19 - António Félix da Costa (BMW M4) - Schnitzer - 55"563
20 - Paul Di Resta (Mercedes C63) - HWA - 57"467
21 - Felix Rosenqvist (Mercedes C63) - ART - 57"979
22 - Jamie Green (Audi RS5) - Rosberg - 1'01"627
23 - Martin Tomczyk (BMW M4) - Schnitzer - 1'04"773
Não completou:
Timo Glock