X Rally Team tem dia de extremos no Rally dos Sertões

Duplas do X Rally Team tiveram dias bem diferentes na quarta etapa do Rally dos Sertões nesta quarta-feira (7) entre Posse (GO) e Luis Eduardo Magalhães (BA): enquanto um carro terminou em segundo já administrando a liderança, o segundo não conseguiu completar a especial

X Rally Team tem dia de extremos no Rally dos Sertões
(Doni Castilho/Fotop)
O feriado do Dia da Independência trouxe sentimentos mistos dentro da equipe paulistana X Rally Team. A especial desta quarta-feira, com 361 quilômetros, foi a mais veloz destes quatro dias de Rally dos Sertões. Hoje, a competição deixou oficialmente o estado de Goiás e faz sua única parada na Bahia, na cidade de Luís Eduardo Magalhães.
Líderes do geral acumulado e da classe T1 FIA entre os carros, Cristian Baumgart e Beco Andreotti finalizaram o trecho na segunda posição com o NWM-Ford Ranger V8 do X Rally Team, a apenas 1min15s dos vencedores Guilherme Spinelli e Youssef Haddad, da Mitsubishi.
"Andamos o tempo todo a 160, 180 quilômetros por hora. Bastante perigoso e rápido. Pelo menos não teve quebradeira hoje, mas o carro foi bem exigido por causa das altas velocidades. Acelerei, mas onde dava para tirar o pé eu tirava, já que a consciência do rali é o todo, então poupamos para os dois próximos dias, quando deveremos ter o equipamento todo em ordem na etapa maratona", disse Cristian, referindo-se à quinta e antepenúltima etapa, entre Luís Eduardo Magalhães e Mateiros, já no Tocantins, onde os competidores percorrerão o Jalapão e não poderão ter nenhum tipo de assistência em manutenção externa de suas equipes.
Seu navegador Beco Andreotti impressionou-se com o ritmo da prova nesta quarta-feira. "Acho que foi a especial mais rápida da minha vida - e do Cristian também. A média deve ter dado acima de 130, extremamente veloz, mas ao mesmo tempo tranquila. Viemos acelerando, e agora temos de montar uma estratégia diferente, pois temos uma vantagem relativamente grande, então temos de poupar um pouco porque as etapas-maratona serão complicadas", afirmou.
A dupla permanece na dianteira do rali alimentando uma vantagem de quase 47 minutos sobre o segundo colocado, o NWM-Ford Ranger V8 do sul-africano Lance Woolridge, que corre em parceria com o brasileiro Marcelo Haseyama e dividem a mesma estrutura no X Rally Team.
Revés para o #303 - Vencedores da etapa anterior e até então sustentando a segunda posição geral, Marcos Baumgart e Kleber Cincea não completaram a prova deste feriado de 7 de Setembro. A dupla do X Rally Team capotou o NWM-Ford Ranger V8 no quilômetro 62 da especial e não conseguiu continuar.
"Capotamos em uma curva longa e rápida à direita. O carro escorregou para o lado de fora, o Marcos conseguiu controlar, mas o carro saltou em uma erosão e aí não teve jeito. Ficamos fora da prova e da disputa pelo título do Sertões", descreveu o navegador Kleber Cincea.
Para Marcos, a capotagem foi o de menos. "Infelizmente teve uma curva em que batemos em uma erosão que jogou o carro de lado. Não tinha o que fazer, e o carro virou. Quebraram as bandejas traseira e dianteira; não fosse isso, teríamos continuado. Um pouco de falta de sorte, porque estamos acelerando e correndo riscos", explicou.
"Rali é isso: se você quer ganhar, há riscos a se correr. Não estou aqui para ficar em segundo, quero brigar pela vitória. Se não der, não deu; ano que vem tem mais", filosofou Marcos, que continua na prova amanhã para recuperar o tempo perdido com o forfait de hoje e ajudar a equipe X Rally Team na busca por seu primeiro título geral do Rally dos Sertões.
O percurso até Mateiros (TO) terá uma especial em trechos de areia com 425,67 quilômetros. No final, as duplas devem parar seus veículos no parque fechado e só piloto e navegador terão direito a realizar as manutenções necessárias durante um curto período designado pela organização.
Confira os mais rápidos do 4º Dia:
1º) Guilherme Spinelli/Youssef Haddad (MITSUBISHI), 3h12min48s
2º) Cristian Baumgart/Beco Andreotti (FORD X RALLY TEAM), 3h14min03s;
3º) Lance Woolridge/Marcelo Heseyama (NWM-FORD PERFORMANCE), 3h15min30s;
NC) Marcos Baumgart/Kleber Cincea (FORD X RALLY TEAM, não completou;
ACUMULADO APÓS 4 ETAPAS:
1º) Cristian Baumgart/Beco Andreotti - 14h30min05s
2º) Lance Woolridge/Marcelo Haseyama - 15h16min53s (+46min48s)
3º) Guilherme Spinelli/Youssef Haddad (MITSUBISHI), 15h40min57s (+1h10min52s)
As etapas restantes do Rally dos Sertões 2016
08/09 - Etapa 5
Luís Eduardo Magalhães (BA) - Mateiros (TO)
Deslocamento inicial: 35,47 km
Trecho especial: 425,67 km
Deslocamento final: 00 km
Total do dia: 461,14 km
09/09 - Etapa 6
Mateiros (TO) - Ponte Alta (TO)
Deslocamento inicial: 00 km
Trecho especial: 514,98 km
Deslocamento final: 5,97 km
Total do dia: 520,95 km
10/09 - Etapa 7
Ponte Alta (TO) - Palmas (TO)
Deslocamento inicial: 4,61 km
Trecho especial: 191,54 km
Deslocamento final: 47,46 km
Total do dia: 243,61 km