Lucas de Grassi leva Fórmula E para a Groenlândia

Categoria dos carros elétricos realizou uma ação na Groenlândia para aumentar a percepção mundial sobre o aquecimento global

Lucas de Grassi leva Fórmula E para a Groenlândia
Foto: (Divulgação Fórmula E)

A Fórmula E, primeira categoria de carros movidos 100% a eletricidade, divulgou nesta quarta-feira (14) uma ação em que, mais uma vez, mostrou seu pioneirismo. Um carro da categoria acelerou na calota polar do Ártico, no território da Groenlândia. E a aventura ficou a cargo do piloto brasileiro Lucas di Grassi.

O planeta vem experimentando o ano mais quente de sua história, e a quantidade de gelo se soltando das calotas subiu a níveis históricos. Para aumentar a percepção deste problema, a Fórmula E levou Lucas di Grassi para acelerar o carro da categoria. 

"É um lugar lindo e calmo. Chegar lá e ver o tamanho daquilo e o quanto o aquecimento global está alterando o local, com a quantidade de gelo derretendo, me deu uma percepção completamente nova do que estamos fazendo com a Fórmula E e a importância de guiarmos carros elétricos", disse o piloto, atual vice-campeão da categoria e piloto da ABT Schaeffler Audi Sport.

A ação da Fórmula E faz parte de uma série de vídeos que irão compor um documentário que visa chamar a atenção do mundo para o crescente derretimento das calotas polares e do aumento do nível do mar.

"Foi fantástico. A Fórmula E tem uma missão a cumprir, e estou orgulhoso em poder fazer parte disso. O fato de acelerar um carro de corrida num lugar como aquele, e com o bônus de não emitir nenhuma partícula danosa à atmosfera, foi algo que me deixou muito feliz", disse o brasileiro. 

O próximo passo, segundo Lucas, é uma corrida de Fórmula E em um lago congelado. "A aderência que o carro teve com estes pneus especiais foi fenomenal. Existe uma possibilidade real - não uma corrida com 20 carros, mas talvez algo um pouco diferente, mais um evento do que uma corrida do campeonato. Mas pudemos provar ser algo plenamente possível", afirmou.

O trabalho é fruto de uma parceria entre a Fórmula E e a Universidade de Southampton, que vem estudando e monitorando o aquecimento global e o consequente derretimento do gelo nos pólos. O documentário de 48 minutos será mostrado em Marrakesh, no Marrocos, dia 13 de novembro, quando a categoria dos carros elétricos fará sua segunda etapa da temporada 2016-2017; o campeonato começa em 9 de outubro com o e-Prix de Hong Kong.