Matheus Iorio vence em Goiânia pela F3 Brasil e conquista título da temporada 2016

Com vitória conquistada na primeira corrida da rodada dupla de Goiânia, piloto da Cesário F3 não pode mais ser alcançado na pontuação

Matheus Iorio vence em Goiânia pela F3 Brasil e conquista título da temporada 2016
(Fernanda Freixosa/VICAR)

Matheus Iorio confirmou a conquista antecipada do título de 2016 da Fórmula 3 Brasil vencendo a corrida de abertura da sétima e penúltima etapa da temporada na tarde deste sábado (5) em Goiânia (GO). Com o resultado, o piloto da Cesário chega a 166 pontos, não podendo ser mais alcançado por seu principal adversário, Guilherme Samaia, que com o segundo lugar conquistado soma 119. 

Faltando apenas três corridas para o fim do campeonato - a prova complementar de amanhã e mais duas na rodada final de Interlagos em 11 de dezembro -, Iorio pode correr tranquilo sem o título estar em jogo.

"É fechar uma conquista da melhor maneira possível - com vitória. Estou muito aliviado. Não dá para explicar. Agora vai ser mais fácil de correr, porque aí eu fico mais tranquilo. De qualquer maneira, o correto é manter o foco e continuar fazendo o que eu fiz durante o ano todo", falou o novo campeão.

Largando em terceiro, Iorio se aproveitou do vácuo do parceiro Samaia para assumir a liderança virtual da corrida, já que o pole position Christian Hahn queimou a largada e se manteve à frente, mas teve de cumprir uma passagem obrigatória pelos boxes como punição aplicada pelos comissários.

Samaia, que largara em segundo, não gostou da manobra do companheiro de equipe. "Eu vi que o Christian queimou a largada e eu sabia que teria de sair bem, mas infelizmente o Matheus pegou meu vácuo e botou o bico na entrada da primeira curva, forçando até um pouco demais, o que acabou me colocando do lado sujo da pista - eu achei que ele fez uma ultrapassagem bem arriscada que terminou por me prejudicar -, e por isso escorreguei perdi mais algumas posições", afirmou.

"Foi uma corrida difícil. Dali em diante foi questão de fazer uma prova de recuperação. Acho que se não fossem as quebras do início do ano, daria para termos uma briga mais forte pelo título. Agora vamos trabalhar para o ano que vem", resignou-se.

Em terceiro ficou Pedro Caland, campeão também antecipado da classe Light e que, como prêmio pela conquista, ganhou da equipe Hitech a chance de guiar o carro da classe principal da F3 como forma de preparação visando a próxima temporada. 

"Agora iniciamos um programa de preparação para 2017. Essas corridas já servem de treino. Eu consegui manter um ritmo bom, acompanhando os ponteiros, mas no finalzinho o preparo físico fez a diferença, e então tive que administrar para chegar ao final. Os carros da Light e da classe A são diferentes em termos de pressão aerodinâmica, o que faz o F3 principal ter mais carga e exigir muito mais do piloto. Mas no fim tem sido um aprendizado bem legal", comparou.

Punido pela queima de largada, Hahn conseguiu se recuperar para terminar a prova em quarto. Thiago Vivacqua, que durante boa parte da corrida ocupou a segunda posição, foi obrigado a abandonar a sete giros do fim com problemas mecânicos.

A prova complementar da F3 Brasil acontece neste domingo (6) com largada às 9h25.

Corrida 1 - Resultado*:
1-) 34 Matheus Iorio (Cesario F3) - 24 voltas em 31min19s504
2-) 77 Guilherme Samaia (Cesario F3) - 13s427
3-) 52 Pedro Caland (Hitech GP) - 15s447
4-) 12 Christian Hahn (CF3) - 15s623
5-) 36 Thiago Vivacqua (Hitech Racing) - a 7 voltas
6-) 145 Denis Dirani (Cesario F3) - a 9 voltas
MELHOR VOLTA: Christian Hahn, 1min17245 (178.7 km/h)
*Resultados sujeitos a verificações técnicas e desportivas

Classificação do Campeonato (Top-5)**:
1-) Matheus Iorio - 166 pontos
2-) Guilherme Samaia - 119
3-) Thiago Vivacqua - 80
4-) Carlos Cunha - 65
5-) Christian Hahn - 61
**Provisório