Stock Car aumenta potência dos motores para Goiânia

Carros terão 500 hp. Prova na capital goiana será batizada de Goiânia 500

Stock Car aumenta potência dos motores para Goiânia
(Foto: Divulgação)

Dando continuidade à serie de novidades implantadas na Stock Car em 2017, a Vicar anuncia mais uma delas para a penúltima etapa do ano, que acontecerá no próximo dia 19 de outubro no Autódromo Internacional de Goiânia. Será o aumento de potência nos motores da principal categoria do automobilismo nacional, que agora terão 500 hp. A nova potência vai também batizar a próxima rodada dupla de 2017: a Goiânia 500.

Anteriormente os carros apresentavam até 450 hp, dependendo do autódromo. "A temporada 2017 marca uma série de inovações na Stock Car dentro e fora das pistas. Na competição tivemos a criação do HERO Push e modificações técnicas, como a duração das segundas corridas das rodadas duplas e o pit stop obrigatório. Agora vamos aumentar a potência dos carros e isso também vai interferir na competitividade da categoria, gerando mais disputas e tornando a Stock Car ainda mais atrativa para o público", explicou Rodrigo Mathias, diretor geral da Vicar, empresa organizadora do evento.

Com essa alteração nos motores, os pilotos conduzirão os carros como se tivessem acionado o push durante toda a prova. O aumento na potência também será responsável por uma série de mudanças para as equipes, principalmente na estratégia dos pit stops para reabastecimento e troca de pneus. "O ganho de potência deve gerar um aumento de 20% no consumo de combustível e gerar um maior desgaste de pneus" comentou Zequinha Giaffone, responsável pela JL, empresa que prepara os motores da Stock Car. "O Push adicionará 30 cavalos a mais de potência dos carros além dos 500 hp, mas como os pilotos já estarão em uma velocidade maior, será necessário muita inteligência dos pilotos e das equipes na corrida para usar esse artifício no melhor momento", acrescentou Giaffone.

O aumento de potência foi comemorado pelos pilotos da principal categoria do automobilismo nacional. Atual líder do campeonato, Daniel Serra aprova a mudança e destaca a importância da estratégia a ser utilizada pelas equipes. "Gostei muito da mudança, quanto maior a potência do carro, será sempre melhor de guiar. Mas vamos ter que pensar a questão do desgaste do pneu e consumo de combustível", comentou o piloto da Eurofarma-RC.

"Todo piloto gosta de acelerar forte e, quanto mais velocidade, melhor para nós. A longa reta vai proporcionar velocidades fantásticas, com certeza um dos recordes da temporada, superando os 270 km/h. Acho que vai criar um atrativo grande também para o público, que normalmente já lota o Autódromo Ayrton Senna e vai ter o privilégio de ver de perto esta nova fase da Stock Car", comentou Felipe Fraga, atual campeão da Stock Car.