Grosjean quer acabar com falta de vitórias da França na F1

Já se passaram duas décadas desde a última vez que um francês subiu no lugar mais alto do pódio.

Grosjean quer acabar com falta de vitórias da França na F1
Getty Images

O piloto francês Romain Grosjean que atualmente corre pela equipe Haas F1Team, espere que a França não precise esperar mais tantos anos para voltarem a ganhar em Mônaco, lembrando que este último fim de semana completou 20 anos de aniversário da vitória de Olivier Panis abordo de um Ligier em Mônaco, que por sinal também foi a última vitória de um piloto francês na F1.

Para Olivier Panis que hoje tem 49 anos, acho que o maior problema para está seca de vitórias é que falta apoio da França para o desenvolvimento de jovens pilotos, já que hoje eles não podem contar com os grandes patrocinadores de bebidas alcoólicas e de tabaco.

"Eu acho que a 'Lei Evin' provocou muitos danos ao esporte a motor francês", comentou o ex-piloto, referindo-se às leis contra a publicidade televisiva de bebidas alcoólicas e tabaco, introduzida na década de 90, em declaração á RMC.

"Tive sorte de chegar a F1 com a ajuda da Elf que é uma marca de cigarros, sem eles eu não teria chegado a F1, por isso, quando ouço falarem dos pilotos que pagam para estar na F1, eu começo a dar risada, pois naquela época todos nós éramos pilotos pagantes. Espero que com a volta da Renault a categoria,isso faça muito bem ao automobilismo francês, pois ajudará alguns pilotos gauleses a chegar a F1", concluiu.

No atual momento Romain Grosjean que corre pela Haas que tecnicamente tem uma ligação com a Ferrari, é a melhor esperança para os franceses na F1. "Eu me recordo de quando Panis me enviou uma mensagem dizendo: 'Por favor, ganhe, porque eu não quero ser o último'. Estou trabalhando nisso", disse Grosjean.