Karun Chandhok revela pedido de Fernando Alonso no GP de Mônaco de 2010

Simplesmente Karun Chandhok fez algo que pode servir de exemplo para alguns pilotos, que é ter uma interação com os fãs de forma simples e interessante.

Karun Chandhok revela pedido de Fernando Alonso no GP de Mônaco de 2010
(Foto: Reddit)

Fernando Alonso sempre figura entre os melhores pilotos da atual geração de pilotos da F1 em todas as pesquisas. Sem ex-colega de grid, Karun Chandhok que agora faz parte dessa lista de admiradores do piloto espanhol que está á frente de Lewis Hamilton,Sebastian Vettel e Daniel Ricciardo. 

Chandhok que a alguns dias atrás participou de uma sessão de perguntas na comunidade de F1 da Reddit, onde comentou diversos temas e respondeu várias perguntas dos fãs sobre a sua experiência na HRT e na categoria rainha.
 
O ex-piloto da F1 foi perguntado sobre Fernando Alonso e ele destacou a grande habilidade que o espanhol tem em fazer excelentes largas. No entanto ele lembrou de uma anedota que teve com Alonso durante o "Drivers Parade" (volta no circuito que os pilotos dão em cima de um caminhão) do Grande Prêmio de Mônaco em 2010, geralmente é o momento que os pilotos  tentam relaxar, porém Alonso que naquele corrida largaria na última colocação após um acidente no último treino livre, estava tentando fazer acordos com os pilotos que estavam a sua frente que diferente dele não teriam condições de brigar por melhores posições na corrida.

"No 'Parade Drivers, nós sempre conversávamos o que iriamos fazer à noite, os planos para a próxima semana, essas coisas... Mas o melhor foi o de 2010 em Mônaco. Fernando tinha tido problemas no terceiro treino livre e iria largar na última posição. Então ele tentou durante esse momento fazer alguns acordos para que nós (HRT,Virgin,Lotus Racing) todos deixássemos ele passar", brincou o indiano.

Durante está 'entrevista' Chandhok também confessou quais foram os melhores momentos de sua carreira: A sua vitória em Spa-Francorchamps no seu primeiro ano na GP2, a sua estréia na F1 em 2010 e por fim a estréia em Le Mans. Porém o indiano não tem tido vida fácil para voltar a guiar em Le Mans, pois segundo ele mesmo outros pilotos ofereceram mais dinheiro a equipe e acabaram comprando o seu cockpit, mas ele espera voltar em 2017 ao circuito francês. 

"Eu tinha dois ou três acordos para correr em Le Mans (2016), mas vieram pilotos que ofereceram mais dinheiro e compraram o meu cockpit! . Eu sinto muito por não estar em Le Mans, mas espero voltar em 2017", afirmou.

Sobre a sua carreira na F1 pela Hispania, ele confessou que seu único objetivo era bater o seu companheiro de equipe e ganhar credibilidade. "Fiquei aliviado quando recebi aquele contrato. Era por aquilo que tinha trabalhado a minha vida inteira. Então logo após entrei em pânico porque a apresentação seria em 48 horas e eu precisaria de um macacão novo. Na HRT trabalhávamos duro, pois não tinhamos downforce suficiente. Mas lá havia pessoas muito inteligentes no departamento de engenharia que hoje estão na Mercedes,Ferrari, Mclaren, Red Bull...", concluiu o Chandhok.