Alonso considera aposentadoria da F1 e fala em Le Mans no futuro: "Seria perfeito"

Em entrevista ao jornal francês L'Équipe, Fernando Alonso foi sincero sobre o seu futuro. O espanhol deixou no ar que pode estar se aposentando em breve, afirmou que sente estar no "fim de um sonho", e ressaltou o desejo de disputar as 24 Horas de Le Mans após a sua passagem pela Fórmula 1

Alonso considera aposentadoria da F1 e fala em Le Mans no futuro: "Seria perfeito"
Fernando Alonso não descartou a aposentadoria após o fim de seu contrato com a McLaren (Foto: Dan Istitene/Getty Images)

Fernando Alonso já é um piloto com muita experiência na Fórmula 1. O espanhol de 34 anos e dois títulos mundiais (2005 e 2006, ambos pela Renault) construiu seu nome nos últimos anos e, sem dúvidas, é uma estrela do grid atual - inclusive sendo considerado por muitos como o melhor dessa geração. Porém, segundo o próprio asturiano, os próximos anos não estão com destino totalmente definido.

Em entrevista ao jornal francês L'Équipe, Alonso foi perguntado sobre o seu futuro, e foi bem sincero quanto a isso. O piloto do #14 afirmou que sente a chegada do "fim de um sonho", e que estaria encerrando um ciclo "de forma romântica", já que ganhou o primeiro kart de seu pai com as cores da McLaren-Honda, sua equipe atual. O espanhol lembrou de outros pilotos experientes que já estão há muitos anos na F1, como o finlandês Kimi Räikkönen, o inglês Jenson Button (seu companheiro de McLaren) e o brasileiro Felipe Massa, mas não se vê na mesma condição.

"Quando chegar a hora de sair da Fórmula 1, sairei, eu sei disso. Quando você já não é tão rápido quanto antes, já não gosta mais e não consegue lidar com todos os seus compromissos, é hora de parar. Mesmo assim, quando eu olho para caras como Räikkönen, Button ou Massa, sinto que eles poderiam correr pelo resto da vida, mas não sou como eles", disse Alonso.

"No momento, sinto que estou chegando ao fim do meu sonho. Quando eu era pequeno, meu pai construiu um kart com carenagem e cores inspirados em um carro da McLaren-Honda. E hoje eu sou um piloto da McLaren-Honda. Sinto que, de uma forma romântica, estou completando um ciclo", acrescentou.

Fernando Alonso está em seu terceiro ano pela McLaren, segundo de parceria com a Honda (Foto: Charles Coates/Getty Images)
Fernando Alonso está em seu terceiro ano pela McLaren, segundo de parceria com a Honda (Foto: Charles Coates/Getty Images)

Apesar de ressaltar que está completamente focado em seu posto atual, não fugiu do assunto, Fernando complementou sem fugir do assunto vida pós-F1. O bicampeão afirmou que pretende descansar e levar uma "vida normal" no começo, mas que depois voltará a competir em outras categorias. Ele foi direto e declarou que seria "perfeito" correr as 24 Horas de Le Mans, uma das maiores corridas do planeta. Recentemente, também foi especulada sua participação nas 500 Milhas de Indianápolis.

"Ainda é cedo para falar sobre o que farei quando sair da Fórmula 1. A vida de um piloto é muito movimentada, e eu estou focado em F1 durante todos os 365 dias do ano, seja pilotando ou treinando. Uma vez aposentado, primeiro devo curtir uma vida normal. Mas tenho certeza que depois sentirei saudades de competir e da adrenalina, já que tive isso durante quase toda a minha vida. É bem provável que eu continue competindo em outra categoria, especialmente uma que consuma menos tempo. Le Mans seria perfeito, já que você não precisa ficar longe de casa o ano todo", completou o espanhol.

Fernando Alonso tem contrato com a McLaren-Honda até o fim de 2017. Na temporada atual, ele é o décimo-terceiro colocado, com 18 pontos, tendo como melhor resultado um quinto lugar no GP de Mônaco. A próxima corrida do calendário é o Grande Prêmio da Áustria, no Red Bull Ring, em 3 de julho.