Próxima atualização do motor Honda deve acontecer nas próximas etapas

Após a última atualização no motor que rendeu um bom desempenho no GP de Silverstone todos os olhos estão voltados para próxima atualização que deve ser bem mais agressiva na questão de aumentar a potência, para que assim a Mclaren consiga de forma constante e direta brigar com a Williams e com a Force India.

Próxima atualização do motor Honda deve acontecer nas próximas etapas
Getty Images

A Honda está planejando esperar entre quatro e cinco corridas para introduzir a próxima leva de atualizações na sua unidade de potência, segundo o próprio chefe da Honda na F1, Yusuke Hasegawa, eles que chegaram a introduzir no GP de Silverstone uma melhoria no sistema de admissão de combustível que tinha como objetivo melhorar ainda mais a eficiência do combustível , e isso se mostrou bem promissor já que Fernando Alonso conseguiu ir ao Q3 com uma certa tranquilidade ficando á frente de alguns carros como a Williams de Massa e a Force India de Perez, porém na corrida devido a pista molhada Alonso acabou cometendo um erro quando estava na zona de pontuação e terminou a corrida fora do top 10 porém isso não esconde a evolução que eles tiveram. 

Apesar dos bons resultados apresentados com a atualização do motor para o GP de Silverstone, Hasegawa insistiu que o motor de combustão interna (ICE) continua sendo a parte onde todos os esforços no Japão estão sendo concentrados, e também afirmou que por hora eles não pensam em gastar todos os 10 tokens de desenvolvimentos que eles ainda tem para gastar.

"Nós estamos ainda nos esforçando para melhorar o nosso motor, área do ICE. Temos visto alguns bons números, agora apenas necessitamos de preparar as coisas. Não queremos introduzir essas melhorias em duas corridas, mas em quatro ou cinco corridas, que é o nosso objetivo", afirmou Hasegawa ao site britânico 'AutoSport'.

"Nós definitivamente vimos um ganho de potência no motor. Não fizemos nenhum teste em outro circuito, por isso não posso dizer que os pilotos sentiram uma grande diferença, mas ajudou o carro a ter uma melhorar de desempenho. Fernando Alonso teve um tempo muito bom no Q3, que foi o oitavo, embora a volta dele tenha sido eliminada por ter excedido os limites da pista, foi um teste do nosso progresso", disse o japonês.

Por fim Hasegawa falou sobre a declaração de Carlos Sainz Jr que havia dito que o motor Honda já estava á frente do motor Ferrari 2015. "É uma mistura de sentimentos. Nós não sabemos se este comentário é correto, mas ao mesmo tempo apreciamos o que eles pensam sobre as nossas melhorias, porém comparam com um motor de um ano de idade! ", concluiu.