Villeneuve acredita que Verstappen está sendo protegido pela FIA

E parece que as manobras de Verstappen no GP da Bélgica ainda está dando o que falar, e se até agora só houve algumas indiretas para a FIA, Jacques Villeneuve que é um dos grandes críticos da categoria nos últimos anos, não quis saber de mandar recado e disse afirmando que a FIA está protegendo Max Verstappen e por isso ele faz o que quiser na pista.

Villeneuve acredita que Verstappen está sendo protegido pela FIA
Getty Images

E as críticas sobre o comportamento do piloto da Red Bull, Max Verstappen durante o GP da Bélgica, continua e desta vez quem resolveu falar foi o ex-piloto e campeão mundial com a Williams, Jacques Villeneuve, ele como sabemos não papas na linguás e afirmou que ocorrido em Spa-Francorchamps é intolerável.


Para Villeneuve a manobra que Verstappen fez na reta Kemmel foi inaceitável e de alto risco. Além também de afirmar que o comportamento de jovem piloto da Red Bull fora das pistas não tem sido os melhores. Verstappen que após a corrida disse que a dupla da Ferrari, Vettel e Raikkonen deveriam ter vergonha de queixassem sobre a sua condução. 


Mas para o canadense a FIA está permitindo que Verstappen faça certas coisas na pistas que não são corretas e por isso acusa a federação de estar protegendo-o, já que o mesmo não foi punido pelas suas manobras.


"O problema é a FIA, que parece estar protegendo ele. Pois eles querem que ele(Verstappen) seja uma estrela", explicou Villeneuve.


Além disso o campeão de 1997 recordou do GP da Alemanha, em Hockenheim, onde Robserg colidiu com Verstappen após uma manobra, também um tanto quanto duvidosa, do holandês. E com isso o alemão foi punido por bater no piloto da Red Bull. 


"Relembrem o Grande Prêmio da Alemanha. Ele se moveu na frenagem, por isso que Nico (Rosberg) perdeu o ponto da frenagem. Ambos espalharam um pouco, mas Nico recebeu uma penalização. Por algo tão pequeno.... e não havia sido culpa dele. Então, algo está errado. Não sei o que é. Mas é algo que me irrita, mas simplesmente as coisas são assim. Se fosse vinte anos atrás, alguém tinha ficado numa árvore ".


Mas a questão ainda vai um pouco além da manobra, acaba ferindo a questão de respeito entre seus colegas de profissão, segundo Villeneuve, Verstappen deverá encontrar menos amigos no paddock do GP da Itália devido ao que fez em Spa, e de acordo com ele  se isso ocorresse a 20 anos atrás, os pilotos iriam resolver entre si.


"Não terá muitos amigos em Monza, mas isso não importa. Está tudo bem. É correto. Mas ele tem que ter um pouco mais de respeito, porque todos convivem juntos em um pequeno mundo. Os pilotos deveriam se respeitar mais entre eles. Todos querem competir de forma dura e justa como disse Kimi. E saber competir assim é genial. Pois você não pode simplesmente jogar outro piloto para fora da pista, ou faze-lo frear numa reta. Isso é muito perigoso. E a 20 anos atrás isso seria resolvido entre eles", continuou.


Por fim, o ex-piloto canadense, acredita que Verstappen não mudará suas atitudes na pista. Já que segundo ele o holandês parece muito seguro de si mesmo e de seu estilo de pilotagem, e é impossível que em algum momento alguém conseguirá mudar sua opinião a respeito da sua forma de defender posição. Talvez, se um dia ocorrer um acidente, Verstappen tenha razão. 


"Claro que não. Por quê? Cada corrida está pior. Não, porque agora ele não vai perder a sua licença, não agora. Nesta atmosfera política não vai acontecer isso. Mas olhe para os Jogos Olímpicos, um juiz perdeu sua licença para julgar. Algo deve acontecer aqui (F1) também, porque obviamente, em Spa foi muito além do que é aceitável", concluiu Jacques Villeneuve.