Emocionado, Massa diz que é "impossível explicar" emoções na última corrida em casa pela F1

Piloto brasileiro ressaltou que gostaria de ter terminado a prova e não escondeu a emoção de sua despedida do GP do Brasil

Emocionado, Massa diz que é "impossível explicar" emoções na última corrida em casa pela F1
A cena de sua despedida na prova foi uma das mais marcantes dos últimos anos (Foto: Clive Mason/Getty Images)

A Fórmula 1 viu neste domingo (13) uma de suas cenas mais emocionantes dos últimos anos e talvez em toda a história. Após abandonar o Grande Prêmio do Brasil, em Interlagos, com um acidente na 49ª volta, Felipe Massa se emocionou como raríssimas vezes foi visto em sua carreira e promoveu um momento marcante e eterno.

Após sair de sua Williams (o acidente foi na entrada da reta dos boxes, ao lado das arquibancadas lotadas do circuito), o brasileiro agradeceu acenando várias vezes ao público, que o reverenciava. Depois, o piloto do #19 saiu desfilando até os boxes em prantos com a bandeira brasileira e, em uma cena antológica, foi aplaudido por todos os mecânicos de Mercedes e Ferrari (correu por oito anos nesta última) até chegar aos boxes da Williams e receber todo o carinho da família e dos mecânicos e funcionários.

Logo após a prova, Massa falou sobre a emoção que tomou conta de si e de todo o autódromo naquele momento. Ele ressaltou que gostaria de ter completado todas as 71 voltas da prova, mas que foi “impossível descrever” toda a recepção que lhe foi dada em sua chegada aos boxes. O piloto também agradeceu a todos que o ajudaram em sua caminhada durante as 16 temporadas em que esteve na F1.

É impossível descrever minhas emoções de hoje, por tudo que aconteceu. É muito amor. Não pudemos terminar a corrida, eu queria encerrar da maneira correta com a bandeira quadriculada, e infelizmente não consegui, mas acho que Deus sabe o que faz. Estava caminhando, em frente ao meu público, com essa incrível reação, não apenas dos fãs mas também de todas as pessoas na Fórmula 1 saindo dos boxes e me aplaudindo. É impossível descrever essas emoções. Eu nunca esperava isso na minha vida, não acho que mereça tanto. O mínimo que posso dizer é muito obrigado a todos, todas as pessoas com quem trabalhei e todos os fãs. Eu nunca esquecerei esse dia”, disse Felipe.

O vice-campeão mundial de 2008 foi recebido com carinho por todos os mecânicos de várias equipes nos boxes (Foto: Divuglgação/F1)
O vice-campeão mundial de 2008 foi recebido com carinho por todos os mecânicos de várias equipes nos boxes (Foto: Divulgação/F1)

Quem também falou sobre a despedida de Massa foi Rob Smedley. O inglês, que é Chefe de Performance de Veículos da Williams, também foi engenheiro de corrida do brasileiro durante todos os seus oito anos de Ferrari, entre 2006 e 2013. Ele afirmou que as paradas pela chuva e várias entradas do safety-car atrapalharam a estratégia (o outro piloto da equipe, o finlandês Valtteri Bottas, foi apenas o 11º), e descreveu todos os momentos vividos na prova, dentro e fora da pista, como uma “montanha-russa de emoções”.

Fizemos o nosso melhor em condições difíceis, mas os safety-cars e as interrupções não nos ajudaram. Foi uma pena o Felipe (Massa) ter terminado sua corrida daquela maneira, teria sido incrível para ele conseguir um bom resultado. Você podia ver que ele estava absolutamente emocionado, como em todo o fim de semana, e a sua última corrida em casa ao lado de seus fãs, amigos e família deve ter sido algo muito especial. Foi uma montanha-russa de emoções”, disse Smedley.

Essa foi a última corrida de Felipe Massa no Brasil pela Fórmula 1, já que o brasileiro anunciou em setembro que irá se despedir da categoria ao fim da temporada, mas não a derradeira de sua carreira. Isso porque ainda falta uma corrida para o encerramento do campeonato de 2016, o Grande Prêmio de Abu Dhabi, em Yas Marina, no dia 27 de novembro. Na tabela desse ano, Felipe é o 11º colocado entre os pilotos, com 51 pontos.