Williams confirma Sirotkin como piloto titular e Kubica como reserva para 2018

Equipe inglesa enfim encerrou as especulações e anunciou o russo como parceiro de Lance Stroll, com o polonês como piloto reserva, fechando o grid da F1

Williams confirma Sirotkin como piloto titular e Kubica como reserva para 2018
Sergey Sirotkin será titular da Williams em 2018 (Foto: Divulgação/Formula 1)

Finalmente acabou a expectativa. Nesta terça-feira (16), a Williams confirmou o seu segundo piloto e fechou o grid para a temporada de 2018 da Fórmula 1. Depois de muita espera e especulações, Sergey Sirotkin foi anunciado para a vaga. O russo será o companheiro do canadense Lance Stroll e substitui o brasileiro Felipe Massa, que se aposentou ao final da última temporada.

Um dos pilotos mais cotados durante a offseason para conseguir o segundo carro da equipe de Grove era o polonês Robert Kubica, que não corre pela F1 desde 2011, após sofrer um grave acidente em uma prova de rally na Itália. Ele fez testes pela escuderia duas vezes em 2017 e, mesmo tendo um bom desempenho, não ficou com a vaga. Mas não ficou de mãos atadas: foi anunciado como piloto reserva e de desenvolvimento do time para 2018.

Dizer que estou feliz e orgulhoso de me juntar a uma equipe tão famosa como a Williams é um eufemismo. Tive muito trabalho para chegar onde estou, e estou muito feliz e agradecido a todos os envolvidos. O resultado de nossos esforços me ajudou a atingir meu sonho, e tenha certeza que o time pode confiar em mim para entregar o meu melhor”, disse Sirotkin ao site oficial da Williams.

A chefe do time, Claire Williams, também falou sobre a contratação de Sirotkin. Ela elogiou o seu novo piloto e lembrou a filosofia da equipe de ajudar no crescimento de novos talentos. Lance Stroll e Sergey Sirotkin formarão a dupla mais jovem do grid em 2018, com 19 e 22 anos, respectivamente.

Depois de um extenso processo de avaliação de pilotos, estou orgulhosa em ter nossa dupla fechada, e ansiosa para ver o que a temporada trará. Avaliamos todas as opções, e estou confiante de que Lance e Sergey podem oferecer os melhores resultados para a equipe. A filosofia da Williams sempre foi de desenvolver jovens talentos e Sergey se encaixa bem nisso. Lance teve uma boa temporada de estreia, e agora com um ano nas costas, estará pronto para chegar bem em 2018. Temos uma dupla talentosa e estamos confiantes em grandes resultados para a equipe”, afirmou Claire.

Lance Stroll e Sergey Sirotkin farão a dupla mais jovem da F1 em 2018 (Foto: Divulgação/Williams Racing)
Lance Stroll e Sergey Sirotkin farão a dupla mais jovem da F1 em 2018 (Foto: Divulgação/Williams Racing)

Essa será a primeira temporada de Sergey Sirotkin como titular na Fórmula 1. O russo foi campeão da Fórmula Abarth em 2011 e terceiro colocado da GP2 em 2015 e 2016, além de ter participado de duas corridas da Fórmula 2 (antiga GP2) e das 24 Horas de Le Mans em 2017. Sirotkin também foi piloto reserva da Sauber em 2014 e da Renault em 2016 e 2017, participando ao total de sete sessões de treinos livres em três anos.

Além de Sirotkin, a Williams confirmou Robert Kubica como piloto reserva e de desenvolvimento. O polonês chegou a fazer dois testes para a própria Williams em 2017. Após treinar com o FW36 (carro de 2013) em agosto do ano passado na Hungria, e com o FW40 (bólido de 2017) três meses depois em Abu Dhabi, começou a offseason como favorito para a vaga. Porém, no fim das contas foi preterido, e acabou ficando com outro posto. Com experiência prévia e bons resultados em sua passagem pela F1 antes do acidente de rally que quase amputou seu braço direito em 2011, ele pode ser extremamente útil para a jovem dupla de titulares.

Estou muito feliz em me juntar à Williams como piloto reserva e de desenvolvimento. Me sinto na minha melhor forma física, mas deu muito trabalho para chegar onde estou, então queria agradecer à Williams pelas oportunidades até agora e por colocarem fé em mim com essa decisão. Gostei bastante de estar no paddock da Fórmula 1 nos últimos meses, e agora estou ansioso para trabalhar com o time técnico da Williams, na pista e na fábrica, para ajudar no desenvolvimento do FW41 (carro da equipe em 2018) e fazer diferença na campanha de 2018. Por pilotar o FW36 e o FW40, estou ansioso para ver como o FW41 se sai na pista e trabalhar para maximizar sua performance. Minha meta segue sendo correr novamente na F1 e esse é outro passo importante nessa direção. Mal posso esperar para começar”, disse o polonês.

Kubica esteve na Fórmula 1 entre 2006 e 2010, passou por BMW Sauber e Renault e conseguiu uma vitória (GP do Canadá em 2008) e doze pódios em 76 corridas. O piloto de 33 anos, porém, não participa de uma prova oficial desde o GP de Abu Dhabi de 2010.

Com isso, todas as duplas de pilotos para a temporada de 2018 da Fórmula 1 estão confirmadas. O campeonato começa no dia 25 de março, com o Grande Prêmio da Austrália, em Melbourne.

Kubica, que fez testes pela Williams em 2017, será piloto reserva (Foto: Divulgação/Formula 1)
Kubica, que fez testes pela Williams em 2017, será piloto reserva (Foto: Divulgação/Formula 1)