Goalball: Brasil conquista ouro em evento-teste dos Jogos Paralímpicos Rio 2016

Depois de passar por uma derrota contra a Lituânia, seleção brasileira fecha a competição com saldo de três vitórias no quadrangular

Depois de um dia corrido e cansativo com outras duas partidas, o Brasil vence por 11 a 7 da Lituânia na grande final do evento-teste de Goalball, na Arena do Futuro no Parque Olímpico da Barra da Tijuca. Em terceiro lugar ficou a equipe da Finlândia.
 
A competição teve a participação das quatro principais seleções do ranking mundial, além de Brasil, Lituânia e Finlândia, os EUA também testaram as instalações da arena para os Jogos Paralímpicos Rio 2016.
 
A medalha de ouro conquistada a poucos meses das Paralimpíadas no mesmo local da competição é um aperitivo para o técnico da seleção brasileira Alessandro Tosim “Nós conseguimos readaptar as bolas da Lituânia rapidamente depois da derrota do primeiro jogo desta quarta. Foi muito interessante porque no último jogo conseguimos manter uma consistência na defesa” E complementa sobre a possibilidade de ter confrontos com outros países, “nós estávamos um pouco distantes deste cenário europeu, da batida de bola deles que é bastante diferente. No último jogo, fomos nos ajustando e fomos crescendo na competição.
 
E foi uma medalha suada. No primeiro jogo do torneio, ontem, o Brasil ganhou de 7 a 6 da Finlândia. Já nesta quinta, a equipe verde e amarela disputou mais três partidas. A primeira desta quinta não começou nada bem, sendo a única derrota do time brasileiro com um placar de 14 a 11 a favor da Lituânia. No período da tarde, a vitória de 10 a 4 em cima dos EUA carimbaram a vaga do Brasil na final.
 
Para o artilheiro da competição com 27 gols, o craque Leomon Moreno, o evento-teste foi o melhor possível, “só não é melhor do que estar aqui de novo em setembro no alto do pódio. O maior ganho da equipe nesta competição foi ter confrontado as melhores equipes do mundo, certamente se tivéssemos feito um evento-teste mais fraco com outras seleções não teria dado tão certo quanto deu este daqui. Temos que aproveitar o momento para conhecer o jogo deles e tirar tudo deles, colocar eles para usar todas as armas deles para que nós possamos avaliá-los”, afirma.