Segundo dia do Simpósio Internacional é marcado por seis palestras e lançamentos de livros

Assim como aconteceu na abertura do evento, pesquisadores e estudiosos dissertaram acerca de vários temas que cercam o futebol no Brasil e no mundo

Segundo dia do Simpósio Internacional é marcado por seis palestras e lançamentos de livros
Gilmar Mascarenhas e Silvana Vilodre Goellner palestraram na parte da manhã (Foto: Isabelly Morais/Especial à VAVEL Brasil)

O segundo dia do II Simpósio Internacional de Futebol, Linguagem, Artes, Cultura e Lazer ocorreu na manhã da última sexta-feira (9), no Museu Brasileiro do Futebol, no Estádio Mineirão. Assim como aconteceu na abertura do evento, pesquisadores e estudiosos dissertaram acerca de vários temas que cercam o futebol no Brasil e no mundo. O II Simpósio é promovido pelos núcleos de pesquisas da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais), GEFuT (Grupos de Estudos sobre Futebol e Torcidas) e FULIA (Núcleo de Estudos sobre Futebol, Linguagem e Artes).

Gilmar Mascarenhas, professor de geografia urbana na UERJ (Universidade do Estado do Rio de Janeiro), e Silvana Vilodre Goellner, professora de educação física da UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul), deram início às palestras.

O professor de geografia dissecou o tema “Futebol e Direito à Cidade: a política do estádio”, onde analisou o atual cenário dos estádios no Brasil. “No estádio, há uma lógica capitalista muito grande, que vem passando por um processo de acentuação da sua condição de mercantilização, ao mesmo tempo em que tem um acúmulo histórico de práticas, cânticos, emoções. Esse conteúdo histórico entra em um embate contra a lógica da mercantilização do estádio”, salientou.

Por sua vez, Silvana ministrou acerca do “Futebol e Gênero”, assunto cujo ela estuda há mais de 20 anos, dando ênfase à presença de mulheres no esporte. Para a professora, a questão do gênero “funciona como um marcador social” e “as mulheres são marcadas por outras variáveis além do gênero, que importam na sua identificação e na sua relação com o esporte: raça, etnia, classe social”. O futebol feminino, de acordo com Silvana, é um exercício de liberdade, sociabilidade, empoderamento e renda.

Na parte da tarde, Priscila Augusta Ferreira Campos, doutora em Educação Física pela Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) e mestre em Lazer pela UFMG, discorreu sobre o tema “Pesquisas sobre futebol nas ciências humanas e sociais: um mapa a ser analisado”. Logo após, Mauricio Murad, doutor em sociologia dos esportes pela Universidade do Porto (Portugal) e professor de sociologia da pós-graduação da Universidade Salgado de Oliveira, contou histórias acerca do futebol no Brasil dentro do assunto “Futebol e universidade no Brasil, a partir de 1990”.

Priscila Augusta Ferreira Campos e Mauricio Murad
Priscila Augusta Ferreira Campos e Mauricio Murad (Foto: Isabelly Morais/Especial à VAVEL Brasil)

As palestras que encerram a sexta-feira foram “O futebol na área de Letras: mapeamento de estudos”, de Elcio Loureiro Cornelsen, e “Futebol, ensaísmo social e estudos acadêmicos: continuidades e rupturas”, de Bernardo Borges Buarque de Hollanda. Elcio é professor de Letras da UFMG, enquanto Bernardo é professor-adjunto da Escola de Ciências Sociais, da Fundação Getúlio Vargas, e pesquisador do CPDOC (Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil).

Bernardo Borges Buarque de Hollanda e Elcio Loureiro Cornelsen (Foto: Isabelly Morais/Especial à VAVEL Brasil)
Bernardo Borges Buarque de Hollanda e Elcio Loureiro Cornelsen (Foto: Isabelly Morais/Especial à VAVEL Brasil)

O II Simpósio Internacional de Futebol, Linguagem, Artes, Cultura e Lazer termina neste sábado (10).

Lançamentos de livros

“Futebol, Artes, Cultura e Lazer”
Organizadores: Elcio Cornelsen, Günther Au­gustin e Silvio Ricardo da Silva.

“O ensino do futebol: para além da bola rolando”
Organizadores: Silvio Ricardo da Silva, Leandro Batista Cordeiro e Priscila Augusta Ferreira Campos.

Documentário

“Os Gaviões da Fiel: ensaios e etnografias de uma torcida organizada de futebol”
Organizadores: Bernardo Borges Buarque de Hollanda e Plinio Labriola Negreiros.