História e esporte: a Rússia como potência esportiva há um século

Homenageando o centenário da Revolução Russa e o próximo país sede da Copa do Mundo, a VAVEL Brasil detalha o surgimento da potência esportiva mundial

História e esporte: a Rússia como potência esportiva há um século
Foto: Reuters

Em 2018, todos os olhos se voltarão para a Rússia. Isso porque o país abrigará o maior evento do esporte mais popular do mundo: o futebol. Potência econômica mundial, o país europeu sediará a Copa do Mundo de Futebol da Fifa. A cada quatro anos, o mundo se volta durante um mês para prestigiar jogos das mais renomadas seleções, o patriotismo se torna mais evidente e até mesmo quem não gosta de futebol se emociona e se envolve com o desporto.

Entretanto, a ligação da Rússia com os esportes é forte muito antes de ser escolhida sede do torneio. É comum percebemos uma certa hegemonia russa principalmente em esportes olímpicos. Recentemente, nos Jogos Olímpicos de 2016, a Rússia foi ouro ginástica rítmica e seguiu como potência mundial na atividade. Mas afinal, quando e como surgiu a maior fábrica de campeões olímpicos?

Russas da ginástica rítmica levaram a medalha de ouro no Rio, em 2016(Foto: REUTERS/Mike Blake)
Russas da ginástica rítmica levaram a medalha de ouro no Rio, em 2016(Foto: Mike Blake/Reuters)

A história da Rússia como uma das principais potências esportivas do mundo teve início em 1917 quando deu-se início a Revolução Russa, e, pela primeira vez na história, um país instaurou um estado socialista. Uma experiência que teve consequências no mundo todo com a chamada Guerra Fria, uma disputa ideológica onde estadunidenses e russos eram protagonistas. E, consequências também no esporte.

A chegada ao poder dos bolcheviques e a anexação de outras repúblicas deram origem à conhecida União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (a URSS) em 1922, e, os revolucionários, utilizaram o esporte como um método para a preparação física e militar. Diversos esportes foram implementados à Rússia, mas vôlei, futebol, natação e atletismo foram mais estimulados a fim de estreitar a relação da URSS com outros países, nascendo assim, o Programa Nacional de Educação Física onde foram criadas diversas escolas de esportes.

O futebol na Revolução de 1917

O esporte que hoje é um dos mais populares do mundo e colocará, em 2017, a Rússia no centro das atenções de todos os lares, bares, TV’s e celulares também foi um pilar importante durante a Revolução de 1917.

O futebol foi usado principalmente como fonte de propaganda com a finalidade de espalhar ideais revolucionários. Durante vinte anos, a seleção da União Soviética apenas realizou amistosos a fim de estreitar relações internacionais. Somente em meados dos anos 50, a seleção de futebol soviética se tornou uma referência, conquistando uma Eurocopa  e dois ouros olímpicos. Um deles em 1988, diante da seleção brasileira.

A URSS disputou nove olimpíadas até ser extinta em 1991, sendo líder do quadro de medalhas em seis edições. Após a quebra do bloco socialista, apenas a Rússia se manteve como potência esportiva, principalmente nos esportes olímpicos como atletismo e ginástica.

Nas escolas russas, desde a primeira infância é possível notar um grande estímulo à prática de diferentes esportes. Para que assim, seja possível dar continuidade ao surgimento de novos grandes atletas como Maria Sharapova e Yelena Isinbayeva.