Especial #CarnaVAVEL: andar com fé! Com Gilberto Gil, Vai-Vai volta a usar 'fórmula da vitória'; entenda

Escola paulista homenageará Gilberto Gil buscando voltar a vencer o Carnaval após dois anos

Especial #CarnaVAVEL: andar com fé! Com Gilberto Gil, Vai-Vai volta a usar 'fórmula da vitória'; entenda
Imagem: Hugo Alves/VAVEL Brasil

A Vai-Vai irá com fé! A escola localizada no bairro do Bexiga, em São Paulo é uma das gigantes do carnaval paulista. Detentora de 15 títulos, é a agremiação que mais levou o troféu de campeã do samba para sua quadra. O último triunfo da escola alvinegra foi conquistado em 2015, com o enredo "Simplesmente Elis. A Fábula de uma Voz na Transversal do Tempo", homenageando a grande cantora Elis Regina e emocionando o sambódromo do Anhembi. E, em 2018, a Vai-Vai homenageará um dos maiores nomes da MPB: Gilberto Gil

No último ano, a Vai-Vai levou à avenida uma homenagem à deusa africana Oxum, cantando "No Xirê do Anhembi, a Oxum mais bonita surgiu... Menininha, mãe da Bahia - Ialorixá do Brasil" em um belíssimo desfile, que lhe rendeu o terceiro lugar. Agora, a escola buscará voltar ao topo do pódio, lugar onde sua comunidade está acostumada a estar, usando o que parece ser uma "fórmula da vitória"; saiba mais com a VAVEL Brasil

De João à Elis: Últimos triunfos da Vai-Vai homenagearam a músicos. Coincidência ou 'fórmula da vitória'? 

Qual influência a música clássica tem ao samba? E a MPB? A segunda resposta parece ser mais fácil de ser respondida ao lembrarmos de grandes compositores da música popular brasileira. A primeira, talvez tenha mais dificuldades para achar a resolução. Mas, torna-se simples ao lembrarmos que foi com tais gêneros músicas que a Vai-Vai chegou ao primeiro lugar do Carnaval de São Paulo.

Em 2011, a Escola foi campeã homenageando o pianista e maestro brasileiro João Carlos Martins com o enredo intitulado de "A Música Venceu" que levou o músico e as arquibancadas do Anhembi às lágrimas. Já em 2015, em seu último título, a agremiação do Bexiga homenageou a incontestável Elis Regina com desfile impecável e emocionante que fez com que todos exaltassem a memória da artista com o forte refrão: "Reluziu, seu canto ecoou no meu Brasil/ Cantora igual jamais se ouviu/ Saracura a cantar, bem mais feliz/ Simplesmente Elis". Curiosamente, ambos os enredos foram desenvolvidos por Alexandre Louzada. Neste ano, o carnavalesco segue à frente do comando artístico da Vai-Vai. 

Mestre João Carlos Martins presente no desfile de 2011 (Foto: Paulo Whitaker/Reuters)

Conexão Rio de Janeiro x São Paulo

Além da Vai-Vai, outra agremiação caiu nas graças do povo homenageando a MPB. Em 2016, a Mangueira, do Grupo Especial do Rio de Janeiro, homenageou Maria Bethânia e levantou o sambódromo carioca com o refrão: "Quem me chamou? Mangueira!", fazendo analogia ao cântico famoso da cantora. Amigo pessoal de Bethânia, Gilberto Gil, homenageado da escola paulista, esteve no desfile. 

Se a Verde e Rosa levou à avenida um samba homenageando a religiosidade e diversas músicas da cantora, algo parecido fará a Vai-Vai. A alvinegra paulista cantar, em forma de samba enredo, as mais variadas canções de Gilberto Gil. Com letra fácil, o refrão hino da escola faz analogia à, talvez, mais conhecida canção do cantor e promete levantar o sambódromo do Anhembi. 

HOJE A SUA VOZ VAI EMOCIONAR
SÓ QUEM É VAI VAI SABE O QUE É AMAR!
NA BELA VISTA TODO MUNDO VAI SAMBAR COM FÉ
PORQUE A FÉ NÃO COSTUMA “FAIÁ”