Com safra irregular e equilibrada, Vila Isabel decide samba-enredo neste sábado

Apesar do clima de otimismo que ronda a escola por conta da situação financeira, sambas deixaram a desejar na disputa deste ano

Com safra irregular e equilibrada, Vila Isabel decide samba-enredo neste sábado
Foto: Facebook Vila Isabel

O Povo do Samba irá conhecer neste sábado o samba que vai buscar o tetracampeonato para a escola do bairro de Noel no ano que vem. Foram pouco mais de 40 dias de disputa muito equilibrada sem que nenhum samba despontasse como um grande favorito. A certeza de um desfile de alto nível em 2018, porém, não fez com que a escola tivesse uma safra do nível dos anos anteriores. Durante o período mais complicado da Vila e até mesmo no momento mais vitorioso da escola, que durou de 2006 a 2013, a azul e branco entrou na Avenida com pérolas compostas por André Diniz, Martinho da Vila e Arlindo Cruz. Apesar do clima de otimismo que ronda a escola, não será o caso do ano que vem.

A parceria de Pinguim, JP, Marcelo Valência, Julio e Deco Augusto, que conta com a participação do maior vencedor de sambas-enredos da escola, André Diniz, e do ex-presidente André Bocão, aparece com um leve favoritismo para levar a disputa. O refrão de fácil memorização e a presença de Tinga fizeram o samba render um pouco mais do que os concorrentes que chegaram até a final.

Foto: Facebook Vila Isabel

A parceira de Macaco Branco, Rafael Zimmermann, Jaiminho Harmonia, Jonas Rodrigues e Marcelo Mendes conta com alguns integrantes já conhecidos da Vila Isabel, com o primeiro que coloca sambas na escola há algum tempo e o segundo que assinou o belo samba vitorioso de 2017. A esperada presença de Wander Pires na final, o que não aconteceu no último sábado, pode dar um gás a mais em uma disputa tão equilibrada.

Foto: Facebook Vila Isabel

Surpresa na final, a parceria de J. Kaoma, Lucio Naval, Alessandro Lanza, João Paulo e Malandro Maneiro aposta na animação de Leozinho Nunes para continuar correndo por fora e abocanhar a vitória na azul e branco. Na semifinal, o intérprete da São Clemente fez a diferença e ajudou ao samba chegar na decisão desbancando a parceria de Dona Ivasinia e de Artur do Sempre Vila, esta última que tinha a maior parte dos compositores vencedores em 2017.

Foto: Facebook Vila Isabel

SERVIÇO:
Entrada: R$20
Mesa para 4 pessoas: R$100 (sem entrada inclusas) 
Camarote para 15 pessoas: R$ 1.000
Info: 2578-0077
Vendas na quadra da escola
A quadra do GRES. Unidos de Vila Isabel fica localizada no Boulevard 28 de Setembro, 382 - Vila Isabel, Rio de Janeiro.

OUÇA OS SAMBAS CONCORRENTES:

Parceria de Pinguim, JP, Marcelo Valência, Julio e Deco Augusto.

Parceria de Macaco Branco & Cia.

Parceria de J. Kaoma, Naval e Cia.