Crivella afirma que não irá ao Sambódromo em 2018: "Sou evangélico, nunca fui de carnaval"

Prefeito disse que soaria falso se participasse do maior evento da Cidade do Rio

Crivella afirma que não irá ao Sambódromo em 2018: "Sou evangélico, nunca fui de carnaval"
Foto: Tomaz Silva

No próximo domingo, as baterias das escolas de samba do Grupo Especial irão se reunir para um grande ensaio na Orla de Copacabana. Além deles Diogo Nogueira, Martinho da Vila e Alcione também farão parte do show. O evento é um aquecimento para o Carnaval de 2018. Como já foi anunciado, neste ano não ocorrerão os tradicionais ensaios técnicos que levam multidões para a Sapucaí e tem entrada gratiuta. Somente Mocidade e Portela farão o teste de luz e som, na semana anterior aos desfiles oficiais. 

Em entrevista para Bruno Astuto, na Revista Época, o prefeito Marcelo Crivella anunciou que não irá ao Sambódromo em 2018 por ser evangélico. Ele afirmou que não seria verdadeiro consigo mesmo se estivesse na Sapucaí. Em 2017, Crivella não esteve no Sambódromo nos desfiles e no dia da entrega das chaves da cidade ao Rei Momo e Rainha do Carnaval não apareceu. Na ocasião, a realeza do Carnaval Carioca ficou algumas horas esperando prefeito, que desmarcou sem maiores explicações.  

"Não sou como o Eduardo Paes, que era um carnavalesco. Sou evangélico, nunca fui de carnaval. Não tem a ver com o meu meio. Mas a festa teve as despesas pagas, ambulância, Comlurb, e patrocínio, assim como aconteceu com o Rock in Rio. Eles correram atrás. Mas eu não vou desfilar, soaria falso. Não obrigo ninguém a ser como eu. Assim como não quero que me obriguem a ser como não sou", disse Crivella.