Especial #CarnaVAVEL: Vila Isabel une o moderno e o tradicional em busca do campeonato

Escola do bairro de Noel levará para a Marquês de Sapucaí o enredo “Corra que o futuro vem aí”, desenvolvido por Paulo Barros e Paulo Menezes. O que esperar?

Especial #CarnaVAVEL: Vila Isabel une o moderno e o tradicional em busca do campeonato
Especial #CarnaVAVEL: Vila Isabel une o moderno e o tradicional em busca do campeonato

Terceira a desfilar no domingo de carnaval, a Unidos de Vila Isabel espera fazer diferente do que nos últimos anos. A escola não participa do desfile das campeãs desde 2013 - ano em que foi campeã com o enredo "A Vila canta o Brasil, celeiro do mundo - Água no feijão que chegou mais um". Sua melhor colocação foi em 2016 quando apresentou o tema "Memórias do Pai Arraia - um sonho pernambucano, um legado brasileiro". Neste ano, a escola do bairro de Noel levará para a Marquês de Sapucaí o enredo “Corra que o futuro vem aí”, que terá o desenvolvimento de Paulo Barros e Paulo Menezes. 

Com o aporte financeiro de um patrocinador e a ousadia de Paulo Barros, o desfile deve impressionar os amantes de Carnaval. O enredo da escola pode ser resumido da seguinte forma: De onde viemos? Aonde vamos? Como escolher o futuro que queremos? A Vila Isabel quer traçar uma trajetória de descobertas e invenções que nos trouxeram até aqui. E que podem nos levar ainda mais longe. Depressa, tomem seus lugares. Preparados? A Vila vai partir! Vamos saber, juntos, o que ainda somos capazes de construir. Mas, para encontrar as respostas, precisamos começar olhando para o passado. Desde o início da história, estamos inventando o futuro, e, todos os dias, damos um passo em sua direção. Então, como nossos antepassados criaram o mundo que conhecemos hoje? O que descobrimos que fez com que chegássemos onde estamos? E o que seremos capazes de inventar ainda para revolucionar nosso futuro?

ORDEM CRONOLÓGICA PRECISARÁ SER SEGUIDA

Aprofundando um pouco mais do enredo que levará para a Marquês de Sapucaí, Paulo Barros explicou todos os setores do carnaval da Unidos de Vila Isabel. Para o carnavalesco responsável juntamente com Paulo Menezes pela parte artística do carnaval da Azul e Branca do bairro de Noel, a ordem cronológica dos acontecimentos do enredo precisa obrigatoriamente ser seguida no desfile.

"Temos uma sinopse clara, que foi minuciosamente escrita e concebida de uma maneira cronológica. Não temos uma cronologia de enredo, mas temos segmentos de início, meio e fim de desfile", explica Paulo Barros.

Foto: Facebook/Vila Isabel
Foto: Facebook / Vila Isabel


BATERIA DE CARA NOVA 

Um dos segmentos da Vila que foi mexido para o Carnaval de 2018 é a bateria. Mestre Chuvisco foi contratado para subistituir Wallan Amaral, que vinha comandando a Swingueira de Noel desde 2012. Wallan foi campeão com a escola em 2013 mas no ano dividia a direção da bateria com o mestre Paulinho. Nos anos em que esteve sozinho a frente da bateria sofreu muitas críticas. A chegada de Chuvisco fez o andamento da bateria da Vila mudar e isso incomodou alguns componentes mais antigos da bateria. Eles preferem um andamento mais cadenciado e Chuvisco tem como característica ser mais acelerado. O atual mestre defende as mudanças que foram implementadas.

"Desde o momento que assumimos um compromisso estamos lutando sempre pelas notas máximas, independente do que aconteceu antes. Procuro sempre dar o meu máximo para alcançar o resultado. A mudança é relativa ao andamento. Nos últimos anos a bateria vinha tocando num andamento mais lento. Esse ano, até pelo samba que foi escolhido, estamos buscando algo mais alegre e firme. É um caminho em conjunto com a direção de carnaval para que seja melhor para toda escola", explicou Chuvisco.

Foto: Facebook/Vila Isabel
Foto: Facebook / Vila Isabel

Sobre o relacionamento com os ritmistas, Chuvisco confessa que, como ocorre em toda mudança, há um período de adaptação dos integrantes da bateria. Mas acredita que aos poucos têm conseguido fazer os integrantes da Swingueira de Noel entenderem como funciona a sua maneira de trabalhar. Ao todo serão quatro bossas no desfile e o mestre está bem satisfeito com a evolução.

"Até o desfile vamos avaliando aquilo que funciona mais. Tenho certeza que o que está sendo planejado tem tudo para trazer as notas para a bateria da Vila Isabel. Vamos fazer um grande desfile e ajudaremos a escola a brigar pelo título. É um trabalho muito bom. Confio no que estamos fazemos", garantiu Chuvisco.


O DESFILE DA VILA 2018

Início - Abertura do desfile falará sobre luz, passa-se para a invenção da roda, o que causou e causa até hoje, o mundo na palma da mão, onde terminará dizendo como uma simples invenção de um telefone, hoje consegue-se comandar o mundo na palma da mão. Imagem em ação, onde haverá elementos da televisão, do rádio e cinema.

Meio - Onde você quer ir? Inicia-se o setor falando da bússola que permitiu a possibilidade de se viajar pelo mar e pelo ar.

Fim - O mundo melhor. O futuro que se quer construir. Com uma natureza bela, preservada. A cidade dos sonhos.