No primeiro dia de desfiles, equilíbrio surpreende e Estácio de Sá é favorita da noite

A VAVEL Brasil analisa o primeiro dia de desfiles da Série A do Rio de Janeiro

No primeiro dia de desfiles, equilíbrio surpreende e Estácio de Sá é favorita da noite
Imagem: VAVEL Brasil

O Carnaval do Rio de Janeiro começou! E que início teve! Em uma noite majestosa, seis escolas levaram belos desfiles à Marquês de Sapucaí na noite desta sexta-feira (9). Unidos de Bangu, Império da Tijuca, Acadêmicos do Sossego, Porto da Pedra, Renascer de Jacarepaguá e Estácio de Sá cantaram e contaram seus enredos de forma majestosa. A VAVEL Brasil, então, analisa as surpresas e as escolas favoritas desta noite. 

Surpresas positivas 

Escola do Morro da Formiga, Império da Tijuca fez um belo desfile, com fantasias e alegorias bonitas. O samba-enredo, com letras que se inspiravam no Yorubá, caiu na boca do povo. No entanto, a Sinfonia Imperial, que ousou em buscar reproduzir o toque do homenageado, Obaluaiê, errou. Com isso, o andamento da agremiação foi prejudicado. Já a Renascer de Jacarepaguá, com certeza, foi a grande surpresa da noite. Desfilando após uma das grandes favoritas do Carnaval - Porto da Pedra, que desfilou corretamente - a Renascer fez um bom desfile. Com um começo irregular, melhorou ao longo da apresentação. Com bom acabamento de fantasias, pode estar abaixo de outras escolas, mas realizou desfile digno e surpreendeu os espectadores. 

Surpresas negativas 

Acadêmicos do Sossego apresentou um desfile fraco esteticamente. Nêgo, intérprete da escola fez a agremiação se destacar. No entanto, mesmo com um belíssimo samba, não empolgou a Avenida, tornado-se uma surpresa negativa. A escola brigará pelas últimas colocações. 

Favorita da noite 

Visualmente, a Porto da Pedra teve belíssimas fantasias e alegorias. Empolgou o público com seu leve enredo, como já se esperava. No entanto, a Estácio de Sá sai um pouco a frente neste primeiro dia de desfiles ao apresentar um belíssimo e clássico enredo, sem problemas técnicos e com coesão. O Leão encerrou a noite emocionando a Avenida e deixando uma difícil missão às escolas do próximo sábado (10).