Wawrinka bate Giles Simon sem esforços e avança em Roland Garros
(Foto: Divulgação/ATP)

Wawrinka bate Giles Simon sem esforços e avança em Roland Garros

Suíço segue bem no saibro, não encontra dificuldades em bater o francês Simon por sets seguidos e segue a caminhada na França

diego-luz
Diego Luz

O encontro entre Stan Wawrinka e Giles Simon por uma vaga nas quartas de finais de Rolland Garros se mostrou muito mais tranquilo para o suíço, do que as prévias esperavam. Jogados em quase 2 horas, o número 9 do ranking da ATP bateu por 3 sets a 0, com parciais de 6/1 - 6/4 - 6/2.

Com a vitória, Wawrinka se credencia para enfrentar o vencedor do duelo entre Roger Federer e Gael Monffis, na fase seguinte do Aberto da França.

Domínio suíço e atropelo

O primeiro set teve os dois tenistas forçando demais o saque. Tanto que o aproveitamento dos tenistas no primeiro serviço eram baixos demais. Com isso, se daria melhor que trabalhasse o segundo saque e Stan foi superior nesse quesito.

Soltando boas pancadas no fundo e golpeando para bons winners, Wawrinka foi transformando a superioridade de seus golpes em chances de quebra. E duas delas, dentre sete, foram o suficiente para minar a confiança do francês vencer o primeiro set em rápidos 26 minutos.

Equilibrio apareceu mas Wawrinka é decisivo

Melhores nos saques, o jogo foi se desenhando como se esperava para uma partida entre tenistas top do ranking. Com serviços mais táticos e devoluções mais cautelosas, Simon se encontrou no jogo e foi incomodando o forte ritmo do rival

A tática veio dando certo, tanto que o francês levantou o público presente quando conseguiu a quebra que lhe daria confiança para empatar o set. Mas a oscilação de Gilles veio à tona, e erros não forçados começaram a aparecer, na busca de bolas vencedoras para definir seus games.

Calmo e seguindo com a mesma intensidade, Wawrinka conseguiu apenas duas quebras entre dez oportunidades, mas o suficiente para fazê-lo virar o jogo e sacar para o set. Melhor mentalmente, Stan fechou o set mais equilibrado em 51 minutos, game mais longo da partida. 6/4 e vantagem enorme ao suíço.

Tranquilidade e vitória incontestável

O psicológico do francês não o ajudava e Simon conseguiu ser quebrado logo no seu primeiro serviço do terceiro set. Atrás do placar em sets e em games, agora, os golpes saíam curtos e chamava Wawrinka à rede.

Para a sorte do tenista da casa, Stan também não convertia em pontos, suas investidas à rede e os erros predominavam na partida. Seguindo nos erros de primeiro serviço, Wawrinka tinha dificuldades em confirmar seu saque e as respostas aos trabalhos do rival não encontrava alternativa, fazendo com que Simon confirmasse dois saque.

Mas restando um game para avançar e sacando, Wawrinka conseguiu se impor, trabalho bem o saque e volêio e fechou o terceiro set com 6/2, em 34 minutos, numa partida em que ambos erraram, mas o suíço soube trabalhar melhor sua força mental.

VAVEL Logo

Tênis Notícias