João Sousa vence duelo ibérico contra Bautista Agut e conquista o ATP de Valência
João Sousa e Roberto Bautista Agut posam para fotos com os troféus do torneio. (Foto: Tennis TV)

O português João Sousa (#46 do mundo) fez história na ATP hoje ao conquistar seu segundo título profissional. O natural de Guimarães já havia vencido o ATP 250 de Kuala Lumpur, na Malásia, e hoje venceu novamente em Valência, na Espanha. Após 2h6 de jogo, ele venceu o espanhol Roberto Bautista Agut (#24) por dois sets a um, com as parciais de 3/6, 6/3 e 6/4, de virada. Essa foi a sexta vez que os dois tenistas se enfrentaram, e apenas a segunda vitória do português.

Para chegar até a final, Bautista Agut derrotou o compatriota Nicolás Almagro (#136), o russo Andrey Rublev (#122), o alemão Mischa Zverev (#215) e o americano Steve Johnson (#36). Enquanto isso, Sousa teve de derrotar adversários mais difíceis, como o luxemburguês Gilles Muller (#35), o francês Benoit Paire (#21), o uruguaio Pablo Cuevas (#33) e o canadense Vasek Pospisil (#43). 

O primeiro set da grande final começaria equilibrado, com poucas variações de jogo e muita pancadaria no fundo da quadra. A partir de quando o placar estava 2/2, tudo mudou. João tinha grandes dificuldades em seu saque, conseguindo encaixar apenas 46% do primeiro golpe na quadra. Enquanto isso, Bautista estava impecável no quesito. Venceu 83% dos pontos em seus games, inclusive todos os pontos em que jogou com o segundo saque. Com confiança, pressionou o português com belos golpes de forehand e aproveitou uma das quatro chances de quebra que teve para levar o primeiro set por 6/3.

Mesmo sem apresentar grandes melhoras no saque, Sousa não se abalou com a derrota na primeira parcial e conseguiu melhorar seu jogo. Roberto seguia a disparar winners, mas já não tinha mais o mesmo rendimento com seu segundo saque (25% apenas). Mesmo assim, ele quebrou o saque do português e conseguiu a vantagem de 3/1 no segundo set. João não desistiu da partida e conseguiu igualar em 3/3, e, com muita precisão, quebrou o saque do espanhol pela segunda vez seguida e forçou o terceiro set da decisão com um 6/3.

A grande final seria decidida na parcial decisiva, que já parecia decidida, visto que Bautista Agut requisitou a presença de um fisioterapeuta para aliviar suas dores nos pés. Do mesmo jeito, o jogo continuava equilibrado, e os tenistas logo obtiveram cada um uma quebra no terceiro set. Mas com grande eficiência nos golpes da base, João Sousa conseguiu uma quebra de saque e, com 5/4, sacou para decidir o título do ATP 250 de Valência, que ele venceu após um erro não forçado do adversário

Com o título, João Sousa alcança agora seu maior ranking da carreira, o de número 33, com 1191 pontos, e descansa na semana seguinte. Enquanto isso, Roberto Bautista Agut cairá três posições no ranking e irá para o número 27, com 1435 pontos. O espanhol disputa a primeira rodada do Masters 1000 de Paris contra o francês Pierre-Hughes Herbert.

VAVEL Logo