Bellucci e a difícil missão de recuperar terreno no ranking mundial
(Foto: Marcello Zambrana)

Começa nesta segunda-feira (06) a gira sul americana com o ATP 250 de Quito, no Equador e os brasileiros vão em busca de bons resultados em torneios de primeira linha para evoluir o nível de jogo e ganhar posições no ranking mundial. João Souza, o Feijão, Thomaz Bellucci, Thiago Monteiro e Rogerio Dutra Silva serão os representantes do país na chave principal.

Bellucci é o atual vice campeão do torneio equatoriano, tendo sido derrotado no ano passado pelo dominicano Victor Estrella Burgos na final da competição. Com os 150 pontos que defende, Thomaz perdeu 33 posições na última atualização da ATP e atualmente é o número 100 do mundo e terceiro do país, porém, como a chave foi feita na semana anterior, ele é o quarto favorito na capital equatoriana.

O ex número 1 do Brasil não começou bem o ano com duas derrotas em Janeiro e precisa chegar à final para recuperar as posições perdidas. Caso não consiga reverter o quadro adverso, Bellucci poderá ficar de fora dos grandes torneios do circuito, como Masters 1000, e até alguns ATP'sThomaz saiu de bye na primeira rodada e só estreia no segundo round contra o vencedor de Janko Tipsarevic e Daniel Gimeno Traver.

Thiago Monteiro, 85 do mundo e agora melhor brasileiro do ranking, é o cabeça 7 da chave e enfrenta o veterano local Giovanni Lapentti. Natural de Fortaleza, Monteiro também não venceu em chaves principais no ano, foram três derrotas, no entanto furou o quali do ATP 250 de Sydney e caiu em jogo de três sets para o britânico Daniel Evans, que viria a ser vice campeão do torneio e fazer oitavas de final no Australian Open.

No Major australiano, Monteiro caiu na estreia para o francês Jo-Wilfried Tsonga em quatro sets, mostrando estar com um bom jogo para o início de temporada. O cearense pode ter um duelo brasileiro contra o paulista Rogerio Dutra Silva na segunda rodada, que estreia contra o espanhol Roberto Carballes Baena. João Souza, o Feijão, desafia o italiano Federico Gaio em sua estreia no Equador.

VAVEL Logo