Thiago Monteiro lamenta derrota, mas elogia algoz do Rio Open: "Tem futuro brilhante"
Foto: Diego Luz/ VAVEL

Tenista brasileiro que chegou mais longe no principal torneio sul-americano do ano passado, o cearense Thiago Monteiro novamente repetiu o feito, perdendo dessa vez para o norueguês Casper Ruud, número 208 da ATP e convidado da organização para o Rio Open 2017.

Em coletiva após a derrota, Monteiro comentou sobre a partida e falou sobre o seu jogo, a pressão e a superioridade do adversário.

"No começo eu estava um pouco abaixo, assim como foi contra Gastão (rival na primeira rodada). Fui tentando voltar para o jogo e ele não deu muito espaço e mexeu o jogo com a direita. Não consegui fazer mutia coisa no saque dele. No segundo set comecei impor meu saque, joguei melhor nos meus games, mas nos saques dele não conseguia botar muita pressão. E no tie-break ele foi superior e mereceu a vitoria, foi bem solido e consistente".

Thiago comentou sobre o que acha que deve melhorar e o que mais incomodou da forma de jogar de Casper Ruud.

"Tenho que melhorar muita coisa no meu jogo. Devoluções e chegadas na rede. Ele (Ruud) é um cara muito chato, tinha bastante slice e tentei entrar um pouco no jogo. Tentei ir mais pra trás, mas minhas devoluções não estavam machucando ele. Eu já sabia que era um jogo difícil, mesmo novo de idade, eu já sabia que não era inexperiente. Fez final de challenger e vem subindo no ranking"

Os elogios ao europeu de apenas 18 anos de idade ainda deram a tona na coletiva do brasileiro, que ainda cravou uma posição de destaque no cenário mundial.

"Ele é um jogador muito bom, tem um nível muito alto e tem nome certo entre os futuros melhores do mundo. Tem tudo para jogar em alto nível por muito tempo. É um futuro brilhante, já que não é fácil ser tão novo e conquistar títulos e jogar ATP 500. Lembro que o Zverev fez semi de Hamburgo com 18 anos".

Apesar da eliminação, Monteiro ressaltou a boa semana no Rio de Janeiro e comemorou o fato de ter pegado ritmo para o ATP 250 de São Paulo, que começa já na próxima semana.

"No geral foi uma semana boa, assim como em Buenos Aires. Foram duas semana boas. Voltei ao ritmo de vários jogos e, apesar de ter perdido, foram méritos do adversário. Semana que vem tem São Paulo e é mais uma chance de entrar em bom nível e encaixar um bom resultado. Vou tentar aprender mais com o jogo de hoje e com os jogos que fiz durante a semana e tentar melhorar para a próxima semana"

Thiago Monteiro agora se volta para o Brasil Open. Com uma chave mais fácil que a atual no Rio de Janeiro, tem tudo para fazer boa campanha, já que no ano passado parou nas quartas-de-final. O torneio terá cobertura especial da VAVEL Brasil.

VAVEL Logo