Campeão em 2014, Marin Cilic é surpreendido por Schwartzman e está fora do US Open

Mais um cabeça de chave se despede do US Open 2017. Na tarde desta sexta-feira (1), Marin Cilic adentrou a Grandstand com o status de favorito à avançar, mas sucumbiu, de virada, ante ao argentino Diego Schwartzman.

Os dois tenistas protagonizaram um jogo bastante disputado, com mais de 3h20 de duração. Em um nítido duelo de estilos, melhor para a solidez de fundo de quadra de Schwartzman: 3 sets a 1, com parciais de 4-6 7-5 7-5 e 6-4.

A eliminação de Marin Cilic significa que o US Open terá, necessariamente, um finalista inédito. Não há nenhum campeão de Grand Slam remanescente na parte de baixo da chave da chave. O mais bem ranqueado dentre os tenistas posicionados deste lado da chave é o norte-americano John Isner, cabeça de chave número 10.

Pela primeira vez em sua carreira, Diego Schwartzman disputará oitavas de final de Major. Anteriormente, seu melhor resultado havia sido uma segunda rodada, em Roland Garros 2014. Na próxima rodada, o argentino encara o francês Lucas Pouille, cabeça de chave número 16.

Resumo da partida

Diego celebra vitória contra Marin Cilic (Foto: Richard Heathcote/Getty Images)

Apesar de muito disputada, a partida foi marcada por muitos erros não-forçados e chances de break points. Nenhum dos dois tenistas teve vida fácil para confirmar seus games de serviço. Só no primeiro set, Diego teve cinco chances de quebra, confirmando somente uma delas. Cilic, por sua vez, teve oito chances e aproveitou duas, marcando a vantagem no placar do set: 6-4. Apesar da vitória na parcial, o croata abusou dos erros, anotando 20 erros não-forçados. 

Com o estilo de jogo baseado no saque e na potência de seu forehand, Cilic não esteve inspirado em nenhum dos dois quesitos. Durante o segundo set, foram novos 20 erros e baixa eficiência nos primeiros serviços (56%). Diego, com muita inteligência, começou a fazer seu adversário jogar, levando-o ao erro. Com duas quebras, o argentino venceu o set por 7-5, empatando o duelo.

O terceiro set repetiu a história do segundo, com Cilic piorando sua eficiência de primeiro saque (53%). Sem os potentes saques do croata, Diego pressionou nas devoluções, conquistando quatro quebras de saque em toda a parcial. Todavia, o argentino sofreu em seus games de serviço, sendo quebrado em três oportunidades. O 12º game foi decisivo, com Schwartzman definindo em novo 7-5.

Perdendo por 2 sets a 1, Cilic foi para o tudo ou nada, arriscando ainda mais. Descalibrado, o campeão da edição de 2014 cometeu incríveis 25 erros não-forçados, chegando aos 80 na partida. Muito mais sólido, Diego aproveitou as oportunidades e fechou a partida, vencendo o terceiro set por 6-4.

Estatísticas da partida 

  • Aces: 6 x 14
  • Winners: 30 x 44 
  • Erros não-forçados: 48 x 80
  • Break points: 9/20 (45%) x 7/21 (33%)
  • Total de pontos ganhos: 147 x 137
VAVEL Logo