Guia VAVEL do Brasil Open 2018
Guia VAVEL do Brasil Open 2018 (Foto: Renato Miyaji/ VAVEL Brasil)

Na próxima segunda-feira (26), tem início a 18ª edição do Brasil Open, o ATP 250 de São Paulo. Depois de dois anos, o torneio volta a ser disputado nas dependências do Ginásio Estadual Geraldo José de Almeida – o Ginásio do Ibirapuera -  localizado na região central da capital paulista.

Neste ano, a competição conta com a participação de nomes de destaque no saibro. A principal estrela é o espanhol Albert Ramos-Vinolas – 22º colocado no ranking da ATP – e finalista do Masters 1000 de Monte Carlo na temporada passada. Além dele, também estão na disputa o italiano Fabio Fognini – número 19 do mundo – assim como o uruguaio Pablo Cuevas – atual campeão – e o showman francês Gael Monfils.

+ Sorteio do Brasil Open 2018 define adversários complicados para brasileiros

Em busca do recorde

“Rei do Brasil”, assim é apelidado por muitos o tenista uruguaio Pablo Cuevas. Desde 2015, o natural de Salto vem dominando os torneios realizados em território nacional, com quatro conquistas: três do Brasil Open (2015, 2016 e 2017) e uma do Rio Open (em 2016).

 (Foto: Renato Miyaji/ VAVEL Brasil)
 (Foto: Getty Images)

Aos 32 anos, “Pablito” vive os melhores anos de sua carreira e chega à São Paulo para conquistar uma marca histórica: tornar-se o maior campeão do torneio, com quatro títulos. Atualmente, o uruguaio está empatado com o espanhol Nicolas Almagro, com três troféus cada.

+ Por que Pablo Cuevas é imbatível em São Paulo?

Os favoritos

Albert Ramos-Vinolas: Ex-top 20, o espanhol baseia seu jogo na consistência. Aos 30 anos, vem conquistando resultados expressivos nos últimos anos: foi finalista do Masters 1000 de Monte Carlo e vice-campeão do Brasil Open, em São Paulo.

 (Foto: Renato Miyaji/ VAVEL Brasil)
(Foto: Renato Miyaji/ VAVEL Brasil)

Fabio Fognini: Extremamente habilidoso, o italiano é um dos principais candidatos ao título. Apesar de seus problemas extra quadra, o finalista do Rio Open de 2015 pode surpreender e fazer excelentes campanhas.

 (Foto: Renato Miyaji/ VAVEL Brasil)
(Foto: Renato Miyaji/ VAVEL Brasil)

Pablo Cuevas: Atual campeão, o uruguaio também é conhecido como "Rei do Brasil". Jogando em terras brasileiras, Cuevas tem ótimo retrospecto: foi campeão do Rio Open em 2016 e é o atual tricampeão seguido em São Paulo.

 (Foto: Renato Miyaji/ VAVEL Brasil)
(Foto: Renato Miyaji/ VAVEL Brasil)

Gael Monfils: Conhecido por sua habilidade excepcional, o francês de 31 anos não passa por seu melhor momento. Ex-top 6, Monfils ainda pode surpreender dentro das quadras, se manter o foco e estiver determinado a vencer.

 (Foto: Getty Images)
(Foto: Getty Images)

Federico Delbonis: O último campeão antes da hegemonia de Cuevas, Delbonis tem um ótimo saque e um poderoso forehand. Ex-top 35, o argentino pode surpreender se estiver em uma boa semana.

 (Foto: Renato Miyaji/ VAVEL Brasil)
(Foto: Renato Miyaji/ VAVEL Brasil)

Os brasileiros

Rogério Dutra Silva: Vivendo o melhor momento da carreira, o paulistano teve um ano de 2017 bom, com excelentes campanhas em Challengers e ATPs 250. Nesta temporada, ainda não conseguiu encontrar seu melhor tênis. 

 (Foto: Renato Miyaji/ VAVEL Brasil)
(Foto: Renato Miyaji/ VAVEL Brasil)

Thomaz Bellucci: Retornando de suspensão por conta de doping, o natural de Tietê pode ser considerado uma incógnita. Por enquanto, ainda não teve atuações convincentes desde sua volta.

 (Foto: Getty Images)
(Foto: Fotojump)

Thiago Monteiro: O cearense que surpreendeu o mundo em 2016 ao eliminar Jo-Wilfried Tsonga no Rio Open vem confiante para São Paulo. No ATP 250 de Quito, no Equador, eliminou Gael Monfils e fez sua primeira semifinal da carreira.

 (Foto: Getty Images)
(Foto: Getty Images)

Thiago Wild: Top 10 do circuito juvenil, o paranaense vem demonstrando maturidade - inclusive, foi convocado para o confronto de Copa Davis contra a República Dominicana. Estreando em uma chave principal de ATP, busca seu primeiro grande resultado como profissional.

 (Foto: Getty Images)
(Foto: Fotojump)

Para ficar de olho

Nicolas Jarry: Vivendo a melhor fase da carreira, a jovem revelação chilena vem de uma de suas melhores semanas, ao ser semifinalista do Rio Open. Aos 22 anos, é o 73º colocado no ranking mundial.

 (Foto: Getty Images)
(Foto: Getty Images)

Tennys Sandgren: Uma das grandes surpresas do Australian Open, ao chegar às quartas de final e eliminar Stan Wawrinka e Dominic Thiem, o norte-americano vive seu melhor momento como profissional. Nas quadras paulistanas, é um dos candidatos a surpreender.

 (Foto: Getty Images)
(Foto: Fotojump)

Cãodulas voltam às quadras

Assim como nos últimos dois anos, o torneio contará com uma atração extra dentro das quadras: a presença de cães que, em alguns momentos especiais, farão o papel de boleiros. Os chamados “cãodulas”, são uma iniciativa da PremieRpet e da ONG Patinhas Unidas.

(Foto: Fotojump)
(Foto: Fotojump)

“Ao levar os CãoDulas para a quadra pelo terceiro ano consecutivo, novamente colocamos em evidência a causa da adoção de forma diferenciada: comprovando que os cães só precisam de afeto, cuidado e nutrição de alta qualidade para serem grandes companheiros do homem. Não importa sua origem ou idade, quando são amados e bem nutridos podem brincar, aprender coisas novas e realizar grandes feitos” declarou Madalena Spinazzola, uma das idealizadoras da campanha.

O último torneio de André Sá

Um dos principais nomes do tênis brasileiro nas últimas décadas, o mineiro André Sá, anunciou que se aposentará depois da gira sul-americana. Assim, ainda jogará o Brasil Open. Aos 40 anos, André acumulou grandes resultados ao longo dos anos: foi semifinalista de Wimbledon com Marcelo Melo e número 17 do mundo. Nas simples, fez a melhor campanha de um brasileiro em anos na grama do The All England Tennis Club, ao chegar às quartas de final em 2002.

(Foto: Renato Miyaji/ VAVEL Brasil)
(Foto: Renato Miyaji/ VAVEL Brasil)

"Tomei a decisão no começo de Janeiro. Por várias razões, mas essa oportunidade com o Bellucci ajudou. Foi bem difícil essa decisão, levou alguns meses, somente depois do US Open que realmente comecei a pensar em parar. Sentia que era a hora certa de parar" disse e completou: "Só espero uma última boa apresentação em casa junto da minha família nesses torneios. Quero ganhar também, sem dúvida serão semanas diferentes e emocionantes para mim."

Datas e horários

De segunda-feira a sexta-feira - 26/02 a 02/03: à partir das 12h30.

Sábado - 03/03:

12h30 - Semifinal (simples)
A seguir - Semifinal (simples)
A seguir - Final (duplas)

Domingo - 25/02:

12h30 - Final (simples)

(Foto: Fotojump)
(Foto: Fotojump)

O melhor do tênis mundial, você acompanha na VAVEL Brasil.

VAVEL Logo