Atual campeã olímpica vence Bia Haddad Maia e avança em Indian Wells
Porto-riquenha segue para a segunda rodada (Foto: Divulgação/WTA)

A número 59 da WTA, Bia Haddad Maia, vinha esperançosa para o Premier de Indian Wells. Depois de fazer um bom campeonato em Acapulco - perdendo para a top 15 Kristina Mladenovic por 2 sets a 1 em um jogo bastante disputado -, a competição americana era uma grande oportunidade para a brasileira confirmar a boa fase e sustentar sua posição no ranking da WTA. No entanto, se deparou a número 83 do mundo, Monica Puig, muito confiante logo na estreia. No primeiro confronto entre as duas, Bia acabou derrotada por dois sets a zero (6-3/7-5³).

Na próxima fase, Puig enfrentará a cabeça de chave número 21 do torneio, a letã Anastasija Sevastova.

RESUMO DO JOGO

Logo no começo da partida, a impressão era de que haveria equilíbrio no confronto. Ambas confirmaram seus saques de início e demonstraram bastante intensidade. Porém, no terceiro game, a tenista porto-riquenha conseguiu a sua primeira quebra de serviço, venceu o ponto por 30-40 e jogou toda a pressão para a brasileira - que acusou o golpe. 

Com 100% de aproveitamento nos break points (inclusive, terminou o jogo impecável nessa estatística), Monica abriu 5-1 sem muitas dificuldades e só demorou mais para fechar o set pela leve melhora de Haddad Maia na reta final da parcial - chegou a quebrar um saque da adversária.

+ Genie Bouchard abusa de erros não-forçados e cai para Vickery na estreia em Indian Wells

Essa evolução ficou evidente no segundo set, pois avassalador foi pouco para descrever a atuação da tenista brasileira na volta da partida. Bia foi agressiva, precisa e paciente, abrindo 4-0 com facilidade e fazendo parecer que o jogo iria para o terceiro e decisivo set. Entretanto, assim como Haddad Maia cresceu na primeira parcial, Puig fez o mesmo na seguinte, mas com uma diferença: a atual campeã olímpica conseguiu voltar com tudo para a partida. Entrou mais na quadra, encaixou seus golpes e a partir do quinto game, só perdeu um deles. Assim forçou um inesperado tiebreak.

A reviravolta mexeu psicologicamente com Bia e deu total confiança para Puig demonstrar seu melhor jogo. Apesar do início equilibrado no ponto decisivo, Monica comandou na maior parte do tempo, se aproveitou da fragilidade emocional da brasileira e fechou o game desempate no primeiro match point, vencendo por 7-3.

O melhor do tênis mundial, você acompanha na VAVEL Brasil.

VAVEL Logo