Federer supera Coric em partida eletrizante e joga a final em Indian Wells
Federer não cansa de acrescentar números espetaculares à sua carreira (Foto: BNP Paribas Open/Facebook)

Já há algum tempo, a presença de Roger Federer em quadra vem acompanhada da possibilidade de novos recordes. O maior vencedor de Grand Slams parece ter um apetite insaciável que o impulsiona para marcas que muitos consideravam inalcançáveis. O suíço derrotou o jovem Borna Coric nesse sábado (17) em mais um jogo repleto de números significativos. A vitória foi de virada, por dois sets a um, parciais de 5/7, 6/4 e 6/4, em duas horas e nove minutos, e garantiu vaga na decisão do torneio de Indian Wells.

Com o resultado, o suíço vive aos 36 anos de idade o melhor início de temporada de sua carreira. Em 2006, Roger permaneceu invicto por dezesseis partidas, conquistando dois títulos no início do ano antes de perder a final do ATP de Dubai. A sequência atual já conta 17 triunfos seguidos.

Federer se torna também o maior finalista de Masters 1000, posição que dividia com o espanhol Rafael Nadal. O atual número 1 do ranking da ATP faz amanhã sua 47° decisão de torneios desse nível. Os números não param por aí. O suíço entra em quadra nesse domingo para a 147° final de sua carreira, superando o tcheco Ivan Lendl e ocupando o segundo lugar da lista de tenistas com maior número de decisões na Era Aberta, atrás apenas de Jimmy Connors – que conta com 170 finais.

O JOGO

Além do inigualável talento, a resiliência demonstrada na partida de hoje explica em parte os números impressionantes do suíço. Borna Coric, atual número 49 do mundo, fez uma partida quase perfeita. Depois de um período de muitas contusões, o croata acrescentou elementos em seu jogo, atuando mais dentro da quadra e de maneira mais agressiva.

Disciplinado taticamente, e em uma quadra cuja lentidão favorecia sua consistência, o croata esteve firme nas trocas da linha de base sem no entanto recuar para não dar espaço ao sufocante tênis de ataque do número um do mundo. Mantendo o suíço preso ao fundo, Coric  conquistou duas quebras seguidas para abrir 7/5, 1/0 e saque.

Federer elevou seu aproveitamento de primeiro serviço para escapar das boas devoluções do adversário. A partir da segundo set, fugiu mais vezes do backhand e usou mais constantemente o slice, dificultando os ataques do oponente. O croata, que não havia enfrentado break points até então, se viu em dificuldades para confirmar os serviços. No oitavo game, o suíço igualou a série, confirmou o saque e empatou a partida depois de nova quebra sobre um frustrado adversário.

Coric se recompôs logo no início do terceiro set e aproveitou um certo relaxamento do rival para obter vantagem no primeiro game de serviço. O suíço devolveu a quebra de imediato, e o jogo ficou nervoso e indefinido. O croata conquistou nova frente, aparentemente decisiva, no sétimo game. Mas não resistiu à imensa variação imposta por Federer no fim da partida, fechada após a conquista de três games seguidos.

1400 PARTIDAS

O próximo desafio do pentacampeão será Juan Martin Del Potro, que chegou à decisão do primeiro Masters do calendário depois de vitória por dois sets a zero sobre Milos Raonic. Se levantar o troféu pela sexta vez, o suíço se torna o maior campeão de Indian Wells e garante a liderança do ranking pelo menos até o torneio de Roma, em maio.

O confronto de amanhã marca também a partida número 1400 de Roger Federer em torneios de nível ATP. Os dois finalistas já se enfrentaram 24 vezes, com 18 vitórias do suíço. O tenista argentino, por sua vez, busca seu primeiro título de Masters 1000.

VAVEL Logo