Zverev supera Coric em duelo da nova geração e avança para as semi em Miami

Alexander Zverev fazia uma temporada decepcionante até a semana passada. Eliminação precoce e inesperada no Australian Open, ruptura seguida de briga pública com o ex-técnico e campeão de major Juan Carlos Ferrero, e um tênis de pouca imaginação e sem sinais de evolução. Em Miami tudo mudou. Sascha pareceu redescobrir a confiança durante o confronto contra o espanhol David Ferrer, se livrando das dúvidas que o perseguiam pelo menos desde o  Grand Slam australiano.

O alemão derrotou nessa quinta-feira [29] outro expoente da nova geração, o croata Borna Coric, atual número 36 do ranking, em jogo válido pelas quartas de final do Miami Open. Foi a primeira vitória de Sascha contra o rival em três partidas. O convincente resultado veio por dois sets a zero, parciais de 6/4 e 6/4, em rápida 1 hora 23 minutos em quadra.

O JOGO

Com uma tática mais agressiva do que aquela que apresentava quando treinado por Ferrero, o jovem alemão mesclava paciência nas trocas com ataques durante a primeira parcial. A combinação permitiu que quebrasse o serviço do adversário no quinto game. Sacando bem, Sascha sustentou a vantagem e fechou o set sem grandes sustos.  

Na segunda série, Zverev sustentou o ritmo que lhe permitiu manter o controle da maior parte dos ralis. Com um excepcional índice de 88% de aproveitamento, o número cinco do mundo perdeu apenas quatro pontos quando acertou o primeiro serviço. Depois de se livrar de cinco break points, Coric não resistiu no nono game, permitindo a quebra decisiva. Sascha serviu para o jogo, que lhe colocou na semifinal de  um Masters do Estados Unidos pela primeira vez na carreira.

Com o resultado, o alemão enfrenta Pablo Carreno Busta por uma vaga na final do torneio.  O espanhol derrotou hoje o sul-africano Kevin Anderson no tie-break do terceiro set. O encontro na semifinal de Miami é inédito. Alexander Zverev também vai ultrapassar o búlgaro Grigor Dimitrov na atualização do ranking na próxima segunda feira, e retornar à posição número 4 do ranking da ATP.

VAVEL Logo