Zverev domina Carreno Busta e faz final em Miami

Alexander Zverev confirmou o favoritismo na partida dessa sexta feira (30) e superou o espanhol Pablo Carreno Busta pela semifinal do Aberto de Miami. O alemão precisou de 1 h e 27 minutos para alcançar a vitória por dois sets a zero, parciais de 7/6 (7-4) e 6/2. Foi o primeiro jogo entre os dois tenistas, que podem se reencontrar pelas quartas de final da Copa Davis no próximo fim de semana.

O JOGO

O jovem alemão fez apresentação primorosa e dominou o adversário. Com um jogo moderno, que mescla solidez nas trocas de fundo com ímpeto agressivo, Sascha diminuía espaços para pegar a bola quase sempre na subida.

Carreno Busta, por sua vez, apostou na consistência de seu jogo de base e procurou explorar a já conhecida dificuldade do rival na movimentação para frente. O espanhol, que ocupa a 19° posição do ranking da ATP, salvou dois break points e manteve o confronto saque a saque durante toda a primeira parcial. No tie-break, Pablo conquistou um mini-quebra depois que uma longa troca de bolas  acabou com um erro de revés do oponente, e abriu três a zero com o  saque.

Mas Zverev manteve a frieza, angulando as bolas de esquerda, atacando o adversário com a direita cruzada e entrando na quadra sempre que a oportunidade aparecia.  Sua confiança foi recompensada  com o predomínio nos pontos mais importantes e com a vantagem de um set a zero.

Atual número cinco do mundo, Zverev elevou ainda mais o nível na série seguinte. Não dava chances em seus games de serviço e lia cada vez melhor o saque do rival: o alemão conquistou 13 pontos nas devoluções, alcançando um impressionante índice de 51% de aproveitamento nesse fundamento. Sem alternativas, Busta foi quebrado duas vezes e não se mostrou capaz de reação diante da noite inspirada da estrela da nova geração.

FINAL CONTRA UM TENISTA DA CASA

É a terceira vez que Sascha decide um torneio da categoria Masters 1000. Ano passado, conquistou os títulos em Roma e em Montreal, derrotando respectivamente Djokovic e Federer nas finais. Se levantar o troféu em Miami, sobe para número 3 do mundo, repetindo o melhor ranking da carreira. 

Para alcançar o feito, o alemão terá de superar um tenista da casa, John Isner, que se classificou para a final ao vencer o argentino Juan Martin Del Potro por dois sets a zero. Desde 2010 que os americanos não veem um compatriota conquistar um Masters disputado no país -- naquela ocasião, Andy Roddick triunfou na Flórida ao superar o tcheco Tomas Berdych na decisão.

Zverev já enfrentou Isner em três oportunidades e saiu com a vitória em todas elas. Ano passado, os dois jogadores realizaram um confronto épico nesse mesmo torneio, definido em três tie-breaks de tirar o fôlego. O encontro de domingo tem todos os ingredientes para ser ainda mais emocionante.

VAVEL Logo