Nishikori vence Zverev de virada e decide título do Masters 1000 contra Nadal

Tenista japonês chega à sua primeira final de torneios ATP depois da cirurgia no punho que afastou do circuito por cinco meses

Nishikori vence Zverev de virada e decide título do Masters 1000 contra Nadal
Nishikori retorna à decisão de um Masters depois de recuperação de uma cirurgia no punho (Foto: Julian Finney/Getty Images)
#4 Alexander Zverev
1 2
#36 Kei Nishikori

Kei Nishikori derrotou nesse sábado (21) o alemão Alexander Zverev em jogo válido pelas semifinais do Masters 1000 de Monte Carlo. O japonês, que chegou a ficar afastado do circuito por cinco meses para se recuperar de uma cirurgia no punho direito no segundo semestre do ano passado, precisou de 2 h e 12 minutos para alcançar a vitória de virada, por dois sets a um, parciais de 3/6, 6/3 e 6/4.

Os oponentes apresentaram um belo duelo de backhands duplos durante toda a partida. Os dois tenistas trocavam bolas com o revés na cruzada até que surgisse a oportunidade de arriscar na paralela. Com pontos mais curtos do que o esperado, a primeira parcial transcorreu com domínio de Zverev, que se aproveitou do maior número de erros não forçados do adversário para triunfar em quatro games consecutivos e abrir um set a zero.

Na série seguinte, Sascha passou a sofrer mais com as devoluções agressivas do japonês. Com o saque pressionado, o atual número 4 do ranking viu seu aproveitamento de primeiro serviço cair e cometeu duplas faltas em momentos importantes. Jogando com consistência cada vez maior, Nishikori devolveu o placar e empatou o encontro.

O set decisivo permaneceu indefinido e disputado saque a saque. Os jogadores buscaram variar jogadas e quebrar o ritmo das trocas com dropshots. Mais sólido nos pontos capitais, um surpreendentemente vibrante Nishikori tirou vantagem do baixo índice de pontos que o alemão conquistava com o segundo serviço para dar contornos finais à disputa e conquistar a quebra decisiva no décimo game.

Com o resultado, Kei chega à sua primeira final desde fevereiro de 2017, ocasião em que perdeu a decisão do ATP 250 de Buenos Aires para o ucraniano Alexandr Dolgopolov. Já se passaram mais de dois anos desde que o japonês, que já foi número 4 do mundo e atualmente ocupa a 36° posição do ranking, levantou seu último troféu, no torneio de Memphis em 2016.

Nishikori alcança também a quarta decisão de um torneio da categoria Masters 1000 na carreira. Nas três oportunidades anteriores, Kei saiu derrotado de quadra - uma delas no saibro de Madrid, contra Rafael Nadal, seu adversário de amanhã. 

Rafa já enfrentou o japonês 11 vezes, e leva vantagem no confronto com 9 vitórias e duas derrotas. No entanto, seja qual for o resultado desse domingo, o japonês já tem motivos de sobra para se considerar vitorioso com o retorno às fases decisivas de um torneio desse porte.